O presidente da Câmara de Vereadores e membro da executiva do PSDB, o vereador Rodrigo da Zaeli, confirmou que o partido foi realmente procurado pelo prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) para compor a base de apoio à atual gestão.

Zaeli, no entanto, esclareceu que a sigla ainda não aderiu, pois quer impor algumas condições, uma delas seria liberdade de ações e decisões. “Se formos compor, vamos precisar de autonomia e principalmente teremos que ser ouvidos”, disse.

Ele completou explicando que não há interesse do partido em ocupar cargo apenas para ter espaço dentro da estrutura administrativa. “Queremos ocupar cargos para fazer alguma coisa pela cidade e não apenas para receber no fim do mês”, destacou.

O partido pelo que o AGORA MT apurou poderia assumir a secretaria de Gestão de Pessoas ou até mesmo de Trânsito, não descartando a Coder.

A decisão de ir ou não para a estrutura de governo, ainda não foi tomada; vai depender de um retorno do prefeito sobre os pedidos do partido e de uma reunião entre a executiva, vereadores e o vice-presidente regional da sigla, o ex-governador Rogério Salles.

O PSDB conta com três vereadores na Câmara e nas eleições do ano passado a sigla lançou como candidato Rogério Salles que foi um dos adversários do prefeito Zé do Pátio, além de Percival Muniz (PPS).

 

Leia também:  A partir de 2018, começará a valer a carteira de motorista eletrônica
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.