O deputado federal Adilton Sachetti (PSB) resolveu desconversar sobre a possibilidade de disputar no ano que vem um cargo majoritário; ele é cotado para ser candidato a governador, pelo grupo do senador Blairo Maggi em um possível projeto alternativo e ao mesmo tempo é apontado pelo presidente regional do PSB, Valtenir Pereira, como um dos nomes do partido para a sucessão de Pedro Taques (PSDB).

Adilton tem simplesmente ignorado qualquer tipo de pergunta da imprensa sobre o assunto e tem usado um velho discurso quando é questionado. “Ainda não é o momento de falarmos sobre isso”, tem dito costumeiramente o deputado.

Imagem: Adilton Sachetti em BrasíliaO discurso de Adilton é semelhante quando ele disputou a reeleição para prefeito em 2008. Sachetti em todos os momentos evitava ao máximo falar sobre o assunto com a imprensa, até que prestes ao período das convenções assumiu que era candidato. Naquele momento, o deputado disputou e perdeu a eleição para Zé Carlos do Pátio.

Leia também:  Vereador diz que está envergonhado por ser político

No entanto, caso seja candidato, Sachetti pode ser adversário de Pedro Taques, que nas eleições passadas foi seu aliado. Sachetti, inclusive, foi um dos coordenadores da primeira fase da campanha de Taques.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.