O deputado federal Adilton Sachetti (PSB) pode entrar com pedido de licença na Câmara Federal, o pedido deve ocorrer no final deste mês de agosto ou no início de setembro. O ex-prefeito de Rondonópolis aguarda as definições com relação a situação do PSB, que vive uma disputa interna pelo comando regional, para abrir espaço para o suplente da coligação.

O primeiro suplente José Augusto Curvo, o Tampinha, já declarou que não vai assumir a cadeira de Adilton. Ele defende que o rodizio beneficie o ex-prefeito de Cáceres, Túlio Fontes (DEM) que é o terceiro suplente da coligação.

Mas para que isso ocorra o rodízio deve ser ampliado, pois ainda tem o segundo suplente, o ex-prefeito de Sorriso, Xuxu Dal Molin (PSB). A ideia é fazer com que o deputado Victório Galli também entre com o pedido de licença para garantir Túlio Fontes e Xuxu em Brasília.

Leia também:  Prefeito anuncia novo secretariado
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.