O sanfoneiro Felipe Divino Mendonça de Melo, de 20 anos, trabalhava com a dupla sertaneja Racyne e Rafael - Foto: Divulgação
O sanfoneiro Felipe Divino Mendonça de Melo, de 20 anos, trabalhava com a dupla sertaneja Racyne e Rafael – Foto: Divulgação

O sanfoneiro Felipe Divino Mendonça de Melo, de 20 anos, que trabalha com a dupla sertaneja Racyne e Rafael, foi morto a facadas em Goiânia. Segundo a Polícia Militar, o artista foi assassinado após tentar intervir na briga entre um casal, em um bar no Setor Santo Hilário. O suspeito do crime, Jackson da Silva Guimarães, de 37 anos, foi preso no mesmo bairro. A corporação disse que ele confessou o crime.

O homicídio ocorreu na noite de domingo (6). De acordo com o subtenente Paulo César de Castro Gomes, Felipe viu Jackson discutindo com a mulher e resolveu interceder, mesmo sem conhecer o casal.
“Houve uma confusão e ele acabou sendo ferido na barriga. Ele saiu do local a pé em busca de socorro, mas acabou não resistindo e morreu”, disse ao G1.

Leia também:  Resultado do Sisu do 2º semestre é divulgado pelo MEC

O corpo só foi encontrado na manhã desta segunda-feira (7), em uma calçada do Setor Recanto das Minas Gerais, vizinho ao Santo Hilário, cerca de dois quarteirões de onde ocorreu a briga. Testemunhas o localizaram e chamaram a PM. Algumas delas repassaram as características do suspeito, que foi localizado em sua casa.

“Quando chegamos ele estava com a faca em punho, mas conseguimos detê-lo. Ele nos disse que estava com receio de que fossem outras pessoas querendo linchá-lo por conta do homicídio, uma vez que ele já tinha sido agredido no bar”, afirmou o policial.
Em uma rede social, a dupla Racyne e Rafael publicou uma foto de Felipe com uma mensagem de luto. Na legenda, os artistas lamentam ter perdido “um membro importante e muito querido” da equipe.

Leia também:  Carro desgovernado invade casa e mata PM que estava dormindo
Felipe Melo durante show com a dupla Racyne e Rafael, com quem trabalhava - Foto/Divulgação
Felipe Melo durante show com a dupla Racyne e Rafael, com quem trabalhava – Foto/Divulgação

O comunicado salienta ainda que toda equipe da dupla “sente muito pelo ocorrido e está de braços abertos para apoiar a família”.
O corpo de Felipe está no Instituto Médico Legal (IML) à espera da liberação.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.