Um grupo de empresários ligados ao setor de caçambas procurou os vereadores para debater a situação do setor, após a implantação do novo aterro sanitário do município. O motivo da preocupação é o fim do prazo estabelecido em acordo para utilização do antigo lixão para depósito de entulhos.

Na verdade, os empresários do setor têm um prazo de 30 dias para utilizar o local e eles querem pelo menos 90 dias, para que se faça as adequações necessárias até a utilização do novo aterro em definitivo

Eles também estão questionando os valores cobrados pela empresa que administra o aterro, que são superiores aos que são cobrados em outras cidades. “Tem caçamba que vai custar muito caro para depositar o entulho lá e isso que ainda tem o pedágio e o combustível para pagar”, disse um dos empresários.

Leia também:  Metralhadora giratória

Outra preocupação do grupo é a falta de uma área para transbordo e o que garantia uma melhor qualidade no serviço.

Os vereadores se comprometeram em ser parceiros dos empresários e vão agendar para segunda-feira, uma reunião com o prefeito Zé Carlos do Pátio e com o Ministério Público para tentar intermediar uma solução para o problema.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.