O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) deixou claro nesta terça-feira (19) em reunião com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos do Município (Sispmur) que a situação econômica e financeira da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) realmente preocupa.

Sem entrar em detalhes mais profundos, Pátio disse que considera que a empresa é um dos principais problemas que vem enfrentando neste início de gestão. No entanto, o prefeito deixou claro que não pretende de forma alguma fechar a Coder. “Isso está fora de cogitação, não vou fechar, mas se sentir a necessidade de fazer cortes drásticos, isso é o que vou fazer”, disse o prefeito.

Na semana passada, um grupo de servidores da Coder, procurou a Câmara de Vereadores para reclamar da situação da empresa. O grupo alegou que falta materiais básicos para o trabalho, por exemplo, dentre outros problemas graves que a empresa passa devido à falta de recursos.

Na sessão da última quarta-feira, o vereador Jailton do Pesque Paque (PSDB) chegou a dizer que há até uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) pedindo o fechamento da Coder, devido a situação econômica da empresa.

Mão de ferro- Pátio disse na mesma reunião que está centralizando todas as ações da prefeitura em seu gabinete, justamente para não perder o controle das finanças da prefeitura. O prefeito ainda lembrou que pagou contas da gestão anterior relacionadas ao Impro e Servsaúde. “Se não faço assim, se não acompanho de perto, fica difícil, me chamam de centralizador, mas tenho que acompanhar sim, tudo de perto”, disse o prefeito.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.