13 de agosto de 2020
Mais
    Capa Destaques Pátio reconhece problema, mas nega fechamento da Coder
    Preocupação

    Pátio reconhece problema, mas nega fechamento da Coder

    Prefeito, por outro lado, não descarta tomar medidas drásticas

    O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) deixou claro nesta terça-feira (19) em reunião com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos do Município (Sispmur) que a situação econômica e financeira da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) realmente preocupa.

    Sem entrar em detalhes mais profundos, Pátio disse que considera que a empresa é um dos principais problemas que vem enfrentando neste início de gestão. No entanto, o prefeito deixou claro que não pretende de forma alguma fechar a Coder. “Isso está fora de cogitação, não vou fechar, mas se sentir a necessidade de fazer cortes drásticos, isso é o que vou fazer”, disse o prefeito.

    Na semana passada, um grupo de servidores da Coder, procurou a Câmara de Vereadores para reclamar da situação da empresa. O grupo alegou que falta materiais básicos para o trabalho, por exemplo, dentre outros problemas graves que a empresa passa devido à falta de recursos.

    Na sessão da última quarta-feira, o vereador Jailton do Pesque Paque (PSDB) chegou a dizer que há até uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) pedindo o fechamento da Coder, devido a situação econômica da empresa.

    Mão de ferro- Pátio disse na mesma reunião que está centralizando todas as ações da prefeitura em seu gabinete, justamente para não perder o controle das finanças da prefeitura. O prefeito ainda lembrou que pagou contas da gestão anterior relacionadas ao Impro e Servsaúde. “Se não faço assim, se não acompanho de perto, fica difícil, me chamam de centralizador, mas tenho que acompanhar sim, tudo de perto”, disse o prefeito.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS