Agora MTDestaquesIntegrante do bando que matou o cabo em SP é preso em...
DESTAQUES

Integrante do bando que matou o cabo em SP é preso em Rondonópolis

Por Gabriela Corsino
VIA
Thiago Scariezini Rodrigues preso pelo Grupo GARRA da Polícia Civil de Rondonópolis - Messias Filho / AGORA MT
Thiago Scariezini Rodrigues preso pelo Grupo GARRA da Polícia Civil de Rondonópolis – Messias Filho / AGORA MT

Thiago Scartezini Rodrigues, 37 anos, foi preso na noite desta segunda-feira (30), no bairro Jardim Rondônia em Rondonópolis, pelo Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (GARRA). O indivíduo estava com um mandando de prisão em aberto, pela participação no crime que tirou a vida do cabo Waldir Antônio Marques, com um tiro na cabeça, no ano 2000, em Marília/SP.

O mandado foi expedido em julho de 2014 pela 1ª Vara Criminal na cidade de Marília e Thiago foi condenado há mais de 22 anos.

A Polícia Civil informou que recebeu na semana passada, o mandado de prisão em desfavor do Thiago através do delegado de Marília, informando que o condenado estaria em Rondonópolis. A equipe então realizou as buscas e encontrou o criminoso que foi autuado por homicídio qualificado consumado e homicídio qualificado tentado. A condenação é de 22 anos, nove meses e sete dias de reclusão.

Claudinei Lopes delegado regional - Foto : Messias Filho / AGORA MT
\\\\\\\\\\\\\\\\\\qwe Claudinei Lopes delegado regional – Foto : Messias Filho / AGORA MT

De acordo com o delegado Regional Claudinei de Souza Lopes, Thiago era participante do Primeiro Comando da Capital (PCC). “Nós recebemos esse mandado de prisão na semana passada e o GARRA foi quem fez a prisão. O Thiago era membro do PCC na época ele tinha 20 anos de idade. O crime foi em Marília ele veio para Rondonópolis e infelizmente não são apenas pessoas de boas índoles e de boa conduta que vem embora para essa cidade, mas nós finalizamos com sucesso” aponta.

Essas informações constam no Boletim de Ocorrência de número 2017. 360501

O CRIME

Uma quadrilha de oito bandidos invadiu o Hospital das Clínicas em outubro do ano 2000, para resgatar o preso Vander Eduardo Ferreira, que cumpria pena na Penitenciária de Marília por homicídio e era um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Os bandidos conseguiram fugir, mas foram perseguidos pela polícia, que os cercou na periferia da cidade. Houve tiroteio e o cabo Waldir Antônio Marques foi morto com um tiro na cabeça. O soldado Ademir Vieira Malta foi atingido por dois tiros, mas está fora de perigo.

Dois dos criminosos morreram e um deles foi detido; os outros, incluindo o preso resgatado, conseguiram fugir com o auxílio de outra parte da quadrilha.

O caso foi registrado na Delegacia Seccional de Marília

Relacionadas

Siga-nos