Professores da Universidade de Estadual de Mato Grosso (Unemat) decidiram entrar em greve nesta segunda-feira (13). A decisão foi tomada durante assembleia da Associação dos Docentes da Unemat (Adunemat), que representa os professores dos 13 campi da instituição. As reivindicações são pelo pagamento dos salários do mês de outubro que ainda não foi pago pelo governo.

Por meio de assessoria, a Unemat afirmou que a reitoria ainda não foi notificada sobre a greve.

A universidade tem cerca de 15 mil estudantes e 1,2 mil professores. A Adunemat representa aproximadamente 800 profissionais.

Atraso no pagamento

Até o prazo final para o pagamento – na sexta-feira (10), o governou havia quitado 88% da folha de pagamento e pagado aposentados e funcionários que recebem menos de R$ 5 mil.

A expectativa do governo é de que os 12% dos servidores que ainda não receberam – que somam 12,3 mil funcionários, sejam pagos até o dia 22 deste mês.

Em nota, o governo havia alegado que o atraso se deu por causa da frustração com a arrecadação. De janeiro até setembro deste ano, o estado arrecadou 9% a menos que o previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.