Imagens de Rondonópolis do Aérea - Foto: Varlei Cordova/AGORAMT
Imagens de Rondonópolis do Aérea – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

Durante o final de ano, o helicóptero da Águia 4 do Comando Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) vai auxiliar o policiamento da Força Tática, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, que estarão nas ruas durante a ‘Operação Fim de Ano Seguro’, que foi deflagrada no domingo (10), em Rondonópolis.

Tenente Coronel da PMMT Tomas - Foto: Varlei Cordova/AGORAMT
Tenente Coronel da PMMT Tomas – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

A equipe do Agora MT sobrevoou a cidade, acompanhando as equipes nas diligências, com o piloto subtenente coronel Teixeira e o copiloto o subtenente coronel Thomas. Atualmente, a corporação conta com três helicópteros, os chamados Águia, que estão distribuídos em Rondonópolis, Cuiabá e Sinop/Sorriso e quatro aviões.

O efetivo do Ciopaer é composto por mais de 70 servidores entre policiais militares, civis e bombeiros. Segundo o coronel Thomas, além do apoio terrestre, eles contam com outras equipes de apoio. “Em voo nós temos cinco tripulantes, além de veículos terrestre e um caminhão tanque de abastecimento. Nós já tivemos resultado com o trabalho em Rondonópolis. Estamos aqui para ajudar a sanar os crimes,” aponta.

A operação já teve resultados positivos, com apoio terrestre da Força Tática e Polícia Civil desarticulando nesta terça-feira (12), uma quadrilha que era envolvida com tráfico de drogas, furtos e roubos de veículos em Rondonópolis, com esse tipo de ação as forças de segurança pública trazem mais sensação de segurança a população neste período do fim de ano, diz o 2º Tenente Melechco.

Alunos visita o comando e conhece o trabalho da ciopaer - Foto: Varlei Cordova/AGORAMT
Alunos visita o comando e conhece o trabalho da Ciopaer – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

Os alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) de Rondonópolis, estiveram presentes em uma aula interativa, aprendendo sobre armamentos, diligências e os tipos de policiamento.

“A visita é interessante, a 1ª vez que viemos adquirir um conhecimento a respeito da Polícia, enquanto os jovens estão nas ruas, nós estamos aqui aprendendo como são feitos os trabalhos de segurança da cidade”, explicou o aluno Samuel de Melo Freitas, 18 anos.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.