Governador Pedro Taques em Rondonópolis - Foto : Varlei Cordova / AGORA MT
Governador Pedro Taques em Rondonópolis – Foto : Varlei Cordova / AGORA MT

O governador Pedro Taques (PSDB), disse na manhã desta sexta-feira (12), que o Estado não deve os hospitais filantrópicos. O anúncio foi realizado após os hospitais Santa Helena, Hospital Geral e Santa Casa de Cuiabá e de Rondonópolis terem anunciado a paralisação gradativa a partir da próxima segunda-feira (15), para os atendimentos a novos pacientes nas Unidades de Tratamento Intensivo – UTI’s.

De acordo com Taques, o repasse no valor de R$ 22,3 milhões foi efetuado para as prefeituras de cada município no dia 5 de janeiro. “Nós não repassamos para a Santa Casa. O repasse para os filantrópicos é via município de Cuiabá e de Rondonópolis. É fundo a fundo. Nós não estamos devendo os filantrópicos, porque passamos para os municípios”, se defendeu o governador.

Leia também:  Cães e gatos devem ser vacinados contra a raiva neste sábado em Rondonópolis

A prefeitura de Rondonópolis, diz ter efetuado o repasse no valor de R$ 500.000 (quinhentos mil reais) em dezembro de 2017, valor este entregue a Santa Casa de Rondonópolis.

A prefeitura relata não estar devendo nenhum repasse referente a janeiro de 2018.

Já por sua vez, a Santa Casa de Rondonópolis, informa em nota que a situação é entre Hospital e Estado; e que ela (Santa Casa) também deverá paralisar os serviços gradativamente na próxima segunda-feira (15), devido aos repasses em aberto dos meses de setembro para media e alta complexidade; e o repasses da cardiologia e da UTI pediátrica do mês de outubro.

“A Santa Casa Rondonópolis também deverá paralisar seus serviços gradativamente pois apesar da Secretaria Municipal de saúde (SMS) estar repassando os recursos regularmente, o Governo do Estado não esta honrando com os compromissos firmados” diz a nota.

Leia também:  Gabinete do governador recebe denúncia sobre desvio de recursos da Santa Casa de Rondonópolis

Uma nota foi divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), onde diz que repassou no dia 5 de janeiro R$ 22,3 milhões para os municípios. Este valor inclui o pagamento de média e alta complexidade do mês de agosto e o incentivo às UTIs referente a setembro (a parcela de outubro venceu no final de dezembro e o pagamento está sendo programado).

Os recursos vão para os fundos municipais de saúde, incluindo os de Cuiabá e Rondonópolis, que fazem os pagamentos aos prestadores dos serviços contratados, entre eles os dos hospitais filantrópicos.

O repasse incluiu também o valor de R$ 2,5 milhões referente ao mês de novembro e que corresponde à última parcela do acordo feito no dia 17 de agosto do ano passado entre o governo do Estado e os hospitais filantrópicos de Cuiabá e Rondonópolis. O Fundo Municipal de Cuiabá recebeu do total os valores correspondentes aos quatro hospitais filantrópicos de Cuiabá e o Fundo Municipal de Rondonópolis o valor que cabe à Santa Casa de Rondonópolis. A parcela de R$ 2,5 milhões totalizou um aporte voluntário de R$ 7,5 milhões (parcela de R$ 2,5 milhões nos meses de setembro, outubro e novembro) e que somado aos valores já repassados pelo Governo do Estado desde 2015 chega a R$ 22,5 milhões.

Leia também:  1ª paraolimpíada 2017 acontece neste sábado

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.