O segundo gol da seleção foi de pênalti, com Philippe Coutinho - Foto: Sergei Karpukhin/Reuters
O segundo gol da seleção foi de pênalti, com Philippe Coutinho – Foto: Sergei Karpukhin/Reuters

A seleção brasileira venceu a Rússia por 3 a 0, nesta sexta-feira (23), no estádio Luzhniki, em Moscou, com uma grande atuação no segundo tempo. Miranda, Philippe Coutinho e Paulinho fizeram os gols. O meia Willian também teve grande participação na partida.

O frio da capital russa parece ter afetado o espírito da seleção brasileira no primeiro tempo, além da falta do astro Neymar.

Sem o craque, os brasileiros tiveram uma atuação apenas regular, sem provocar grandes emoções, apesar das boas jogadas de Philippe Coutinho e Willian.

Gabriel Jesus foi o responsável pela primeira e mais perigosa chegada do Brasil diante do gol russo na primeira parte do jogo. Aos 4 minutos. O atacante recebeu de Daniel Alves, dominou com o joelho e bateu para boa defesa do goleiro Akinfeev, que tirou com os pés.

Brasil e Rússia se enfrentaram nesta sexta feira (23) - Foto: Sergei Karpukhin/Reuters
Brasil e Rússia se enfrentaram nesta sexta feira (23) – Foto: Sergei Karpukhin/Reuters

O Brasil teve outra chance aos 16 minutos, em uma cabeçada do volante Casemiro, mas o goleiro Akinfeeu pegou com tranquilidade.

Aos 23, Philippe Coutinho dominou pela esquerda, levou a bola para o meio e bateu de fora da área, mas Akinfeev defendeu mais uma vez.

A essa altura da partida, a Rússia pouco incomodava. O goleiro brasileiro estava atento, mas era pouquíssimo acionado.

Somente aos 31 minutos Alisson precisou se esforçar para interceptar um chute forte de Smolov, de fora da área, após erro de passe do lateral Daniel Alves que gerou o contra-ataque adversário.

Já na parte final do primeiro tempo, o meia-atacante Douglas Costa fez outra boa jogada, arrancando pela esquerda e batendo de canhota para o gol, rasteiro. A bola passou perto de Ankifeev.

A segunda etapa começou com a equipe comandada por Tite demonstrando mais vontade em campo. O time procurou tomar as ações ofensivas desde o apito do árbitro no reinício do duelo.

A seleção teve uma grande chance para abrir o marcador nos primeiros minutos com o meio-campista Paulinho, que recebeu de Douglas Costa, sem marcação, mas chutou em cima de Ankifeev.

Aos 6 minutos, Willian bateu cruzado e com muita força. A bola desviou na zaga, explodiu na cabeça do goleiro e foi pela linha de fundo.

Na batida do escanteio, Willian cruzou da direita, Thiago Silva subiu de cabeça, o goleiro russo defendeu, mas a bola se ofereceu para o zagueiro Miranda completar para as redes: 1 a 0.

Pouco depois, Paulinho perdeu outro gol um gol feito para o Brasil. Depois de grande jogada de Coutinho, o meio-campista ficou de frente para o gol, sem marcação, mas chutou em cima de Ankifeev.

Mas o jogador do Barcelona se recuperou da falha ao sofrer pênalti, cometido por Golovin. Philippe Coutinho bateu com categoria e ampliou para o Brasil.

E, logo em seguida, Paulinho se aproveitou de outra grande jogada de Willian, subiu sozinho de cabeça para fazer o terceiro gol brasileiro.

A Rússia teve uma grande chance de fazer o gol de honra aos 31 minutos em uma grande confusão na área brasileira. Daniel Alves afastou mal a jogada, Dzagoev tentou encobrir Alisson, mas Thiago Silva conseguiu salvar. Na sequência do lance, a zaga brasileira afastou o perigo.

Próximo jogo

O Brasil voltará a campo na próxima terça-feira (27), para enfrentar a Alemanha, em Berlim, na primeira partida entre as duas seleções após a fatídica semifinal da Copa de 2014, que terminou com a goleada alemã por 7 a 1.

O resultado se transformou no maior fracasso da história do futebol nacional, superando até mesmo a perda do Mundial de 1950, no Maracanã, para o Uruguai.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.