Renato Darlan pede transferência de Orlando de Curicica para carceragem da DAS - Foto: Marcos Nunes / Agência O Globo
Renato Darlan pede transferência de Orlando de Curicica para carceragem da DAS – Foto: Marcos Nunes / Agência O Globo

O advogado Renato Darlan, que defende o ex- PM Orlando Oliveira de Araújo, mais conhecido como Orlando de Curicica, um dos suspeitos de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco, disse que solicitou à Secretaria de Administração Penitenciária ( Seap) a transferência do seu cliente, preso atualmente em Bangu 1. Segundo Darlan, o ex- PM já sofreu uma tentativa de envenenamento dois meses atrás. A afirmação foi feita, nesta segunda-feira, em frente à Divisão de Homicídios, onde o advogado esteve para tentar ter acesso às declarações de uma testemunha que acusa o ex- PM de participação na morte da vereadora do PSOL.

– Meu cliente está em Bangu 1 e corre risco de morrer. Já esteve preso em Bangu 9, onde houve uma tentativa de envenenamento. Infelizmente ele nada pode contribuir na apuração do caso Marielle. A testemunha que o aponta já teve uma divergência com meu cliente por ter sido expulsa de trabalho na área de segurança quando eles trabalhavam juntos – disse o advogado.

Leia também:  País cria mais de 60 mil empregos formais no melhor fevereiro em 4 anos

Darlan sugeriu ainda que Orlando fique preso à disposição da Justiça na carceragem da Divisão Antissequestro, embora a unidade não faça parte da Seap. Ainda segundo o advogado, a previsão é que Orlando seja ouvido pelo Ministério Público nos próximos dias.

– Isso será feito na presença de representante da defesa do meu cliente – concluiu.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.