Por 4 a 3 Chape venceu o Atlético MG nos pênaltis e garantiu sua vaga nas quartas - Tarla Wolski/Futura Press/Folhapress
Por 4 a 3 Chape venceu o Atlético MG nos pênaltis e garantiu sua vaga nas quartas – Tarla Wolski/Futura Press/Folhapress

Em noite inspirada para Jandrei, a Chapecoense venceu o Atlético-MG nos pênaltis, nesta quarta-feira (16), e garantiu vaga nas quartas de final da Copa do Brasil.

Nas cobranças, Wellington Paulista, Luiz Antonio, Nadson e Rafael Thyere balançaram as redes a favor do Índio Condá.

Luan, Leonardo Silva e Cazares diminuíram para o Galo, mas não resistiram à eliminação.

Agora, a Chapecoense aguarda o sorteio das quartas de final para conhecer seu próximo adversário.

Flamengo, Corinthians e Grêmio também já estão classificados na competição.

Mudanças nos times

Poupado da partida, Luan deu lugar a Cazares, que passou a atuar ao lado de Róger Guedes e Otero, adotando uma postura mais ofensiva ao time atleticano. O zagueiro Gabriel foi sacado para a entrada de Léo Silva, que fez dupla titular com Bremer pela quarta vez. Pela Chape, a novidade ficou por conta de Luiz Antonio, que retornou como opção no banco de reservas após se recuperar de lesão na coxa direita.

Leia também:  Brasil faz 2 a 0 em cima da Sérvia e enfrenta o México nas oitavas de final

Primeiro tempo morno

Assim como no primeiro confronto das oitavas de final, no Independência, as equipes iniciaram a partida se estudando.

Pressionado pela marcação, o Atlético-MG construiu as melhores oportunidades com chutes de longe de Ricardo Oliveira e Otero, que provocaram duas boas defesas de Jandrei. Do outro lado, a Chapecoense teve suas melhores chances com jogadas aéreas finalizadas por Wellington Paulista.

No decorrer da etapa, a dificuldade do Atlético-MG para avançar cresceu e a Chapecoense tentou aproveitar os espaços intensificando a corrida no campo, principalmente com boas saídas do artilheiro Guilherme. Após um primeiro tempo arrastado, Wellington Paulista quase abriu o placar nos acréscimos com cabeceio perigoso, mas Victor pulou para salvar.

Leia também:  França é classificada para oitavas de final após vencer o Peru de 1 a 0

Chapecoense acorda na etapa final

O Atlético-MG voltou mais ligado para o segundo tempo e quase abriu o placar nos primeiros minutos com chute centralizado de Róger Guedes na entrada da área.

Em seguida, Ricardo Oliveira fez o desvio em cobrança de escanteio de Cazares, mas ambos os chutes defendidos por Jandrei. A Chapecoense demorou para acordar, mas embalou a torcida na etapa final. Com boas saídas em contra-ataque, a equipe tirou o descanso do goleiro Victor.

Bruno Pacheco foi o primeiro a chegar com perigo em cobrança de falta fechada. Na sequência, Wellington Paulista viu brecha na defesa alvinegra e tentou o chute rasteiro em direção ao gol, mas foi bloqueado pelo corte de Fábio Santos aos 21 minutos.

Leia também:  Contagem regressiva para o início da Copa do Mundo 2018

O Atlético voltou a pressionar com chute de Elias no cantinho de Jandrei e bomba de Cazares, mas enfrentou ainda mais dificuldade com a expulsão de Fábio Santos após falta em Apodi. A Chape ainda teve sua última chance com Bruno Silva, mas a disputa foi decidida nos pênaltis.

Nas cobranças, a Chapecoense levou a melhor com acertos de Wellington Paulista, Luiz Antonio, Nadson e Rafael Thyere e chegou às quartas de final da Copa do Brasil. Pelo Atlético, apenas Luan, Leonardo Silva e Cazares balançaram as redes.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.