Imagem: Campo Verde News
Criminosos invadiram agência bancária em Campo Verde MT – Foto Campo Verde News

A Polícia Civil registrou cerca de 49 ataques a instituições financeiras no Estado de Mato Grosso, de janeiro até o início de mês de abril, deste ano. Os números de agências que foram alvos de criminosos, representam 70% do total de ocorrências registradas no estado em 2017.

De acordo com o delegado de Polícia da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), são pouco os casos em que os bandidos conseguem efetivamente roubar o dinheiro. “Nós temos trabalhado bastante e esses números eu posso afirmar que são de tentativas, ou seja, quase 100% dos casos, os criminosos não finalizam o roubo”, explica

Imagem: Preta Preta
Agência Bancária de Pedra Preta MT – Foto: Divulgação

O delegado ainda informou que a Polícia tem trabalhado de forma eficaz e o resultado se dá a partir de operações individuais da GCCO ou em parceria com a Polícia Militar em cada cidade do estado. “As operações que fazemos dentro das cidades parecem ter resultados pouco visíveis para a população, mas em uma operação simples, adquirimos informações cruciais para desmantelar inúmeras quadrilhas que praticam assaltos em bancos, bem como, quaisquer outros tipos de crime”, pontua.

Leia também:  Em MT, 3° dia de manifestação termina com pelos 9 pontos de bloqueio
Imagem: banco arrombado 620x465
Assalto a Banco, na cidade de Nova Mutum MT – Foto: Divulgação

Com isso, a GCCO deu início a Operação Camaleão que foi deflagrada em maio deste ano em cidades do estado de Mato Grosso, onde seu objetivo é cumprir mandados de prisões e de buscas contra pessoas envolvidas com furtos a agências bancárias. A operação conta com apoio de outras unidades da Polícia Civil e da Polícia Militar.

O nome da operação faz referência ao modo de ação da associação criminosa, uma vez que os criminosos invadem as agências abrindo buracos, usando mantas térmicas e acústicas, bloqueadores de sinal e de câmeras, visando passar despercebidos.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.