Imagem: Casa Cor SP
Kalil Ferre Paisagismo – Brasil de Origem. Elaine Kalil e Mauricio Ferre buscaram apenas na flora nativa brasileira a variedade de volumes e texturas para compor o projeto. O resultado é uma vegetação que parece natural, como se sempre estivesse ali. Há árvores maiores, como palmeiras-jerivá, seguidas por dedaleiros, oitis e quaresmeiras-do-brejo. Nas camadas inferiores, helicônias, ciclantos, calatheas, marantas e bromélias. (Evelyn Müller/CASACOR)

Com o tema “Casa Viva”, a maior e mais completa mostra de arquitetura, decoração, design e paisagismo das Américas apresenta, em sua 32ª edição, não apenas as principais tendências em design de interiores e paisagismo, mas também sistemas construtivos inovadores, que primam pela sustentabilidade e que já são realidade no mercado. A CASACOR mostra que o morar está mudando, é dinâmico e capaz de se reinventar em projetos de casas e até em banheiros e jardins.

O grande destaque dentre os sistemas construtivos apresentados na mostra fica com a SysHaus, ambiente criado por Arthur Casas, em parceria com a startup que da nome ao projeto. Em um espaço de 200 m², o projeto dessa casa de luxo, que mescla tecnologia de ponta, soluções de engenharia sustentável e design urbano. Além do sistema produtivo ágil – que entrega casas de alto padrão em até 60% de tempo a menos do que em processos tradicionais – a SysHaus é sustentável do início ao fim. Com a tecnologia da marca, a casa chega ao endereço 95% pronta para a montagem, sem gerar resíduos e nem consumir água – abundantemente desperdiçada em obras convencionais.

A casa possui mecanismos de captação e reuso de água da chuva, energia solar por meio de painéis fotovoltaicos e biodigestor, que transforma lixo orgânico em gás para utilização na cozinha e lareira. Ainda é possível optar pela cobertura verde, que contribui naturalmente para o conforto térmico e acústico. Além disso, conta com eficiência energética que permite custo zero na conta de energia, e possui recursos de automação. O arquiteto concebeu os interiores dentro do conceito free standing, isto é, armários e cozinha, que normalmente são fixos, chegam na casa em módulos. Dessa forma, em caso de mudança, é só desmontar e transferir tudo para o novo endereço. A linha de casas assinadas por Arthur e equipe permite variações quanto a acabamentos, revestimentos e layouts, de modo que o cliente pode escolher a de sua preferência

Quem também aposta em sistemas construtivos inovadores para seu projeto na CASACOR SP é Jóia Bergamo. A profissional criou a Casa do Escritor, projeto que usa como estrutura de construção o sistema Light Steel Frame (LSF), que não utiliza concretos ou tijolos.

Esse tipo de construção, se comparada à forma tradicional, apresenta significativas vantagens em relação ao tempo da obra e ao impacto no meio ambiente, possibilitando uma construção rápida, seca e com poucos resíduos, evitando a poluição. Os materiais utilizados emitem baixos índices de CO2, cerca de cinco vezes menos que construções tradicionais. Todo o material de aço utilizado é reaproveitado, e após a desmontagem será novamente direcionado a outras obras. Resultando em uma obra limpa e totalmente sustentável.

Outras vantagens do sistema LSF, se comparadas ao sistema de construção com alvenaria: redução nos prazos de entregas dos projetos, manutenção e instalação elétrica, hidrossanitárias, CFTV, gás, ar condicionado, por exemplo. Outro ponto positivo no Light Steel Frame é um ganho de até 5% de área, já que a parede interna de uma edificação com esse sistema tem menor espessura. Assim como nos projetos convencionais, há conforto térmico e acustico, além de resistência estrutural – calculada por um projetista. A vida útil do material pode chegar a mais de 200 anos e o custo da manutenção e a frequência são baixos.

Logo na entrada da CASACOR, Gabriel de Lucca, apresenta o Recinto do Bosque, onde aposta na solução estética do brise, que equilibra a incidência de luz natural no ambiente, bem como o conforto térmico. Comumente executado com madeira, o arquiteto, com sua veia criativa, optou por placas cimentícias de fibrocimento, que trazem um forte apelo ecológico por sua composição de fibras vegetais mineralizadas. O profissional investiu no desenvolvimento de um ambiente com método construtivo sustentável, marcado pelo uso do steel frame, em que a obra é feita sem sujeira, descartando a necessidade de canteiro de obras e executada em pouco tempo, utilizando perfis de aço, além das placas cimentícias para o fechamento.

A dupla Thiago Manarelli e Ana Paula Guimarães, criadora da Cabana, também aposta no steel frame. Com estrutura de aço, a construção erguida em apenas 18 dias chegou pronta ao canteiro de obras do Jockey Club de São Paulo e recebeu fechamento de drywall (gesso acartonado) e telhas metálicas, numa obra limpa, que não usa fôrmas de madeira nem concreto, e sem desperdício. A casa, feita em módulos, facilita aumentar os ambientes sempre que necessário. Na parede de maior destaque, vista logo da entrada, o que parece pedra, na verdade, é concreto com formato, visual e instalação idênticos aos do material natural.

Para os profissionais do Plantar Ideias criadores do Paisagens de Luz, a preocupação com desperdício de materiais e a preservação do histórico pergolado, parte importante do Jockey Club, trouxe para a CASACOR um jardim pré-fabricado, mostrando que não são apenas casas e espaços internos que podem ser planejados desta forma. A proposta da dupla consiste em mostrar um jardim onde todos os seus elementos, como estruturas metálicas, móveis, plantas e revestimentos, possam ser retirados e transportados para outro lugar sempre que preciso, com facilidade e sem causar nenhum dano ao meio ambiente. Esse conceito de pré-fabricação permitiu que o jardim não necessitasse de estruturas fixas.

O resultado foi uma obra limpa e muito sustentável, composta por pisos pré-fabricados de concreto, da linha Apis, desenhada pela dupla, que, instalados sobre areia, permitiram eliminar o uso de contrapiso. Ainda pensando na sustentabilidade, os profissionais utilizaram um tecido reciclado para as coberturas tensionadas dos bangalôs e painéis de fibrocimento sem amianto da Brasilit para o fechamento do espaço.

O evento de São Paulo, principal edição de CASACOR, acontece no Jockey Club São Paulo, com 10 semanas de duração, de 22 de maio a 29 de julho. Apresentando 82 ambientes em 17 mil m², a expectativa é receber mais de 110 mil visitantes, num crescimento de público de 10%.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.