- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Redes danificadas – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Já não bastasse a falta de interesse da maior parte da população de Rondonópolis pelo único time profissional da cidade, que ainda está em atividade regular, dois grandes problemas vem atingindo de forma subterrânea o futebol da cidade.

O abandono do Estádio Engenheiro Luthero Lopes e o “esquecimento” por parte da empresa MT Sports, das suas obrigações com o Centro de Treinamento (CT) do União Esporte Clube.

- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Campo do CT do União – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

O CT do União Esporte Clube, está sem energia elétrica por falta de pagamento, com isso o fornecimento e a manutenção básica, como molhar a grama, a limpeza e até mesmo os banhos dos atletas após os treinamentos não estão sendo feitos.

Apesar do “esquecimento”, os atletas continuam treinando no CT, só que os trabalhos estão sendo prejudicados.

Leia também:  Ação contra Selma Arruda correrá em sigilo

Já o Luthero está fechado para o público, falta de alvará e as péssimas condições das cabines de imprensa. A cobertura oferece risco não só aos profissionais de imprensa, mas também para outros homens e mulheres que trabalham nos jogos.

Alheios a atual situação e a falta de compromisso da MT Sports com o CT do União, o time rondonopolitano vem fazendo boas campanhas nos campeonatos e torneios disputados, graças ao esforço e trabalho da diretoria do time que vem conduzindo em silêncio o time vem tentando resgatar a importância do futebol rondonopolitano no Mato Grosso.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.