- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
O proprietário de uma padaria Antonioni Goulart Rabelo explica que o trigo é o responsável pelo aumento – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Os rondonopolitanos que tem o hábito de todas as manhãs de comprar o tradicional pão francês devem se preparar para o reajuste que irá acontecer nos próximos dias. O quilo do pão que hoje está sendo comercializado entre R$ 11,99 e R$ 15,99 deve aumentar em até R$ 3 nas padarias de Rondonópolis.

De acordo com o proprietário de uma panificadora no centro da cidade, Antonioni Goulart Rabelo, o trigo é o responsável pelo aumento do preço do pão francês, já que o produto teve um reajuste de 40%.  “Isso irá encarecer o pão para o consumidor entre 10% e 15%”, explicou o proprietário.

Em outra padaria na Vila Birigui, uma funcionária também confirmou que o aumento será repassado ao consumidor nos próximos dias. “Com esse alto reajuste do trigo não tem como a gente não repassar ao consumidor, porque se não ficaríamos no prejuízo”, disse.

O Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Estado de Mato Grosso (Sindipan/MT) informou que além do trigo, os custos da mão de obra subiram 8% e a energia elétrica está até 35% mais cara. “Com esses fatores as empresas não conseguiram segurar o preço”, explica o presidente da entidade, Hernando Brito.

Para Mariana Durigan, diretora do Sindipan/MT e proprietária de uma indústria de pães congelados, a greve dos profissionais do transporte não teve impacto no ajuste do preço. “O reajuste é algo que estamos a discutir com o setor já algum tempo. Já diminuímos despesas dentro das empresas, é necessário agora repassarmos custo para o preço”, explica

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.