Augustinsson comemora gol da Suécia - Foto/ AFP
Augustinsson comemora gol da Suécia – Foto/ AFP

Numa chave que chegou à última rodada com todas as equipes com chances de classificação, a Suécia derrotou o México por 3 a 0, com gols de Augustinsson, Granqvist e Edson Álvarez (contra), em Ecaterimburgo e, no fim, as duas seleções festejaram a classificação para as oitavas de final. No outro jogo do Grupo F, a Alemanha, atual campeã, foi derrotada pela Coreia do Sul por 2 a 0, em Kazan, dando adeus ao Mundial ainda na primeira fase.

Suecos e mexicanos terminaram com o mesmo número de pontos (seis), mas os europeus levaram a melhor no saldo de gols (três contra menos um), ficando em primeiro na chave. Os classificados aguardam agora a definição do Grupo E, do Brasil, para saber quem terão pela frente na segunda fase.

A Suécia começou a partida pressionando: logo aos cinco minutos, Forsberg levou perigo em cobrança de falta e Ochoa apareceu para fazer a defesa e salvar o México. Outra boa chance veio com Berg, que recebeu cruzamento na área e mandou à direita do gol de Ochoa, aos 11.

Mas o México respondeu: aos 16, foi a vez de Vela ter a chance de abrir o placar ao receber de Lozano, mandando rente à trave de Olsen. O jogo seguiu movimentado e, logo em seguida, Forsberg apareceu livre na cara do gol, mas mandou por cima.

O VAR entrou em ação ainda no primeiro tempo, já que os suecos pediram pênalti alegando que Chicharito dominou a bola com o braço dentro da área. Mas, após acionar o vídeo, o árbitro Nestor Pitana não deu o pênalti. A Suécia seguiu pressionando e Ochoa voltou a ter trabalho, fazendo grande defesa num chute de Berg.

O gol sueco saiu logo no início do segundo tempo, aos cinco minutos, com Augustinsson, sem chances para o goleiro Ochoa. E a Suécia não demorou a ampliar: o árbitro Nestor Pitana deu pênalti de Moreno em Berg. Granqvist cobrou e fez 2 a 0 para os suecos em Ecaterimburgo.

Os europeus ainda ampliaram o placar, aos 28, com um gol contra de Edson Álvarez. O fim da rodada ficou emocionante, já que, com o placar de 3 a 0 para a Suécia, os mexicanos estariam eliminados pelo saldo de gols se a Alemanha fizesse um gol diante da Coreia do Sul, em Kazan.

Os mexicanos ainda tiveram grande chance de diminuir, aos 35, quando Chicharito recebeu de Corona, matou no peito e chutou cruzado. Vela desviou de cabeça na pequena área, mas desperdiçou. Em Kazan, a Coreia do Sul fez 2 a 0 na Alemanha e, assim, suecos e mexicanos festejaram a classificação em Ecaterimburgo.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.