Imagem: centro histórico Paraty
Ruas do comércio, no Centro Histórico de Paraty – Foto: Míriam Trento / AGORA MATO GROSSO

Olá internautas,

Essa dica de viagem é para quem é apaixonado por lugares históricos. E não tem como falar disso no Brasil e não pensar na charmosa cidade de Paraty, localizada no Estado do Rio de Janeiro. Neste mês de julho, além das atrações naturais (praias, cachoeiras), também tem um tradicional evento cultural, uma sugestão enviada pelo ViajaNet, um site de viagens, para a redação do site AGORA MATO GROSSO.

Paraty é famosa nas novelas, é Patrimônio Histórico Nacional, e encanta por ter uma arquitetura própria, o passeio pelo Centro Histórico é como andar pelo passado recente, lá você encontra lojas, grifes, cafeterias, restaurantes, bancos e muito artesanato. Segundo a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2014, o município possui 39.965 habitantes.

O local tem praias lindas e conta com toda uma estrutura turística, ou seja, você não precisa se preocupar se irá ficar ‘perdido’, porque é muito fácil de você conseguir realizar os passeios pelos pontos turísticos, tem referência em todos os lugares da cidade. Esse site http://www.paraty.com.br/ é oficial e lá tem um monte de informação para você conhecer mais sobre o local.

Imagem: Praia Laranjeiras
Essa é Laranjeira, uma praia selvagem com acesso por trilha, neste local há belíssimos condomínios particulares, águas calmas e  ondas pequenas – Foto: reprodução

Além das praias e do Centro Histórico, o que muita gente não sabe é que Paraty tem várias cachoeiras lindas, que o turista pode fazer trilha e conhecer por um preço em conta. Mas a dica é que se você quiser realmente economizar é preciso fugir da época de temporada que são os meses de dezembro, janeiro, fevereiro e julho.

Em uma dessas cachoeiras, inclusive foi gravado cenas da Saga Crepúsculo, no filme Amanhecer. Esse lugar fica no Distrito de Taquari, que pertence a área de Paraty, às margens da BR-101, no sentido Angra dos Reis. A menos de 30 quilômetros do centro de Paraty, dá para chegar até de ônibus.

Imagem: cena do filme gravado em Paraty
Cena do filme gravado em Paraty – Foto: reprodução

Então resumindo praticamente é isso: história, cultura e uma natureza intocada. Para conhecer isso em Paraty, aposte em um roteiro que contemple desde uma imersão pelo Centro Histórico até um mergulho nas ilhas, passando pelo Caminho do Ouro, as cachoeiras e o Teatro de Bonecos. Sugiro que separe ao menos uma semana para que consiga desfrutar de todos esses atrativos.

Agora confira a dica enviada pela ViajaNet:

Durante os dias 25 a 29 de julho, Paraty recebe a 16ª edição da FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty –, uma verdadeira intervenção cultural que toma conta da cidade e abre espaço para livros de todos os gêneros. Uma das tradições do evento é homenagear um escritor e a escolhida deste ano é Hilda Hilst. A paulista é responsável por obras como Dez Chamamentos ao Amigo, Tu não te moves de ti, Amavisse, entre outras. Pensando nisso, o ViajaNet preparou um roteiro especial para aproveitar a região além da feira. Confira:

Imagem: ParatyCentro Histórico

Se o intuito é entender o clima da cidade logo de cara, começar pelo centro de Paraty é a melhor pedida. É ali que se concentram elementos que dão o ar vintage que atrai tantos turistas: ruas de paralelepípedos, Praça da Matriz, as belas Igrejas como a de Nossa Senhora dos Remédios, Nossa Senhora das Dores e de Santa Rita. Outro ponto essencial é o Casarão construído em 1850 que abriga Dom João de Orleans e Bragança (trineto de Dom Pedro II) e sua família e que sempre abre as portas para almoços badalados nessa época do ano.

Restaurantes locais

O Punto Divino se encontra em uma casa colonial e dá a possibilidade ao visitante de fazer as refeições em uma aconchegante varanda. Para aqueles que querem se deliciar com doces regionais, o Café Pingado é especialista em massapão, que se assemelha bastante a um bolo de coco. Já para os fãs de um bom junkie food, o Clandestino promete uma experiência inesquecível em formato de hambúrguer.

Imagem: Paraty 2Tesouros escondidos

Aproveite a viagem para renovar as energias nas cachoeiras próximas, como a do Tobogã e do Tarzan, que têm fácil acesso para quem está no Centro e é possível chegar por meio de trilhas. Já o Poço das Andorinhas e a Toca da Ingrácia também valem a visita, mas têm caminhos mais difíceis. Caso não esteja acostumado com aventuras, existe um passeio de jipe que leva os turistas a essas águas paradisíacas.

Imagem: Paraty 3Leque cultural

Além de alimentar o cérebro com os livros da FLIP, essa se faz uma excelente oportunidade para ampliar os conhecimentos ao colocar no roteiro lugares como a Casa da Cultura, o Museu de Arte Sacra e o Parque Temático Mini Estrada Real que oferece um guia para explicar a história por trás das miniaturas de monumentos que pertencem à Estrada Real.

Encontro com a natureza

Além das cachoeiras, Paraty também é conhecida por conter muitos pontos verdes. O Parque Nacional da Serra da Bocaina e a Área de Preservação Ambiental da Baía de Paraty trazem algumas atividades radicais, como passeios a cavalo, caiaque, canoas, surfe, rafting e até tirolesa.

Sobre o ViajaNet:

A ViajaNet é uma agência de viagens online que traz diferenciais no atendimento e nos serviços ao consumidor com um portfólio completo, incluindo destinos, hotéis e voos em todo o mundo. Fundado em 2009, o ViajaNet é uma empresa 100% nacional e aposta no mercado brasileiro e no setor de viagens online, oferecendo as melhores opções de passagens. Para informações, acesse: www.viajanet.com.br, www.facebook.com/ViajaNet e @ViajaNet.

Até a próxima, logo tem nova dica! Você pode enviar sugestões pelo e-mail: [email protected]

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.