02 de dezembro de 2020
Mais
    Capa Destaques Médico acusado da morte de bancária está foragido e já respondia por...
    ESTÉTICA

    Médico acusado da morte de bancária está foragido e já respondia por homicídio

    A mãe do médico que teria auxiliado no procedimento também está sendo procurada

    médico Denis Cesar Barros- Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal
    médico Denis Cesar Barros- Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

    O médico Denis Cesar Barros, acusado da morte da bancária Cuiabana Lilian Calixto, 46 anos, é considerado foragido da justiça. A prisão dele foi decretada pela justiça nesta terça-feira (17).

    As informações apontam que Denis realizou um procedimento estético na cobertura de um apartamento e não em uma clínica e que as complicações no procedimento levaram a morte da bancária. Os indícios apontam ainda que Denis, que não tem CRM no Rio de Janeiro e por isso não poderia atuar na cidade, teve a ajuda da mãe que também é médica, mas teve o CRM cassado em 2015 e está sendo procurada e da namorada que é técnica em enfermagem e foi presa. Uma quarta pessoa também é cogitada na participação.

    Lilian passou por complicações e foi socorrida ao Hospital Barra D’Or em estado extremamente grave, segundo a unidade de saúde, e acabou morrendo na madrugada de domingo (15).

    PASSAGENS

    O médico foragido já tem passagens pela polícia, inclusive de um homicídio em 1997. Em 2003, ele foi preso por porte ilegal de armas e no mesmo ano detido por crime contra a ordem pública. Em 2007, Denis novamente foi preso por resistência, violação de domicílio e exercício arbitrário de próprias razões

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS