Imagem: reunião mt 100
Foto: assessoria

O prefeito Gustavo Melo (PSB) esteve reunido nesta terça-feira (21) com o diretor-presidente da Concessionária Via Brasil, Cézar Menezes. Em pauta, a concessão rodoviária da MT-100 entre Alta Araguaia e Alto Taquari. Nos próximos dias a concessionária começa a atuar no trecho 111,9 km até a divisa com Mato Grosso do Sul. A previsão é que sejam investidos R$ 345 milhões em obras de recuperação e manutenção do pavimento, além de R$ 400 milhões na operação e prestação de serviços aos usuários da rodovia.

Os diretores da concessionária estiveram no município para verificar locais para instalação do canteiro de obras. A previsão é que as intervenções na recuperação do pavimento tenham início no próximo dia 15 de setembro. Com a concessão, a expectativa é que sejam gerados neste primeiro momento aproximadamente 320 empregos diretos.

“Esse trecho precisa ser recuperado o mais rápido possível. Primeiramente será feito um serviço emergencial em toda rodovia para posteriormente ser efetuada a total restauração do trecho visando restabelecer a trafegabilidade aos usuários. Uma das praças de pedágio será instalada em Alto Araguaia e possibilitará o incremento de receita com recolhimento de ISS. Importante destacar que a cobrança começará após um ano de início das obras”, esclareceu o prefeito.

Com a concessão serão construídas vias marginais, rotatórias, acostamentos e implantada nova sinalização, além de baías de ônibus, abrigo para passageiros e redutores de velocidade. Também serão ofertados serviços de guincho, serviço de ambulância, remoção de animais na via e fiscalização de tráfego em operação 24 horas.

O diretor-presidente da Concessionária Via Brasil MT-100 ressaltou que as intervenções serão iniciadas em setembro. O trabalho visa garantir a mínima condição de tráfego pela rodovia. “Imediatamente o que faremos é atuar sobre o estado atual da rodovia para melhorar as condições de tráfego entre Alto Araguaia e Alto Taquari. A previsão de tráfego pelos próximos 30 anos não indica necessidade de duplicação total da via. Porém, existe a previsão de duplicação do trecho da área urbana de Alto Araguaia até o parque de exposições. Serão duas praças de pedágio. A cobrança começa em um ano quando os serviços de restauração e de segurança da via estiverem concluídos”, explica.

Também participaram do encontro o secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, Rodrigo Casari e o secretário de Obras e Infraestrutura de Alto Araguaia Milton Lima.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.