Imagem: documentos pego com falsificador
Documentos encontrados na casa do suspeito – Foto: divulgação PJC

Weverson dos Santos Agostinho, 26 anos, foi preso em flagrante na tarde desta segunda-feira (13) acusado de falsificar documentos e exames de gravidez. O suspeito passou a ser alvo de investigação após ter se envolvido em casos de estelionato com o golpe popularmente conhecido como “carro da Olx’.

Na casa do suspeito, onde ocorreu a prisão, funcionava como uma ‘mini fábrica’ de documentos falsificados em Rondonópolis. No local foram encontrados diversos rascunhos de documentos falsificados na sala, incluindo documentos pessoais e veiculares. No quarto, dentro da fronha do travesseiro, foram localizados mais documentos finalizados e fotos 3×4 de terceiros.

Já na cozinha, em um balcão, foram recolhidos extratos bancários, exames de gravidez de um laboratório, entre originais e outro falsificados, e uma almofada de tinta de carimbo, utilizado para falsificação com uso de amostra de digital.

Leia também:  Muitas pessoas chegam para ver o Messias em Cafarnaum

Todo o material apreendido era fabricado na casa do suspeito com um computador e uma impressora colorida. Os documentos veiculares (CRV e CRLV) possuem informações impressas em papel timbrado, proveniente de dois roubos em agências do Ciretran, um em Rondonópolis e outro no município de Jangada.

As informações preliminares apontam que em cada documento veicular o suspeito ganhava cerca de R$ 200, cada RG ele cobrava R$ 250 e nos exames de gravidez o suspeito pedia R$ 50.

A prisão foi feita por investigadores da Polícia Civil e em depoimento o suspeito confessou os atos, relatou que integra uma organização criminosa e que em conjunto com comparsas teria adquirido lucro anterior por meio do golpe do carro no “OLX”.  Weverson informou que maior parte do dinheiro (R$ 19 mil) foi apreendida com um comparsa durante deflagração da operação Red Money, da Polícia Civil, em 08 de agosto.

Leia também:  Anjos da Lei | Polícia Civil de Mato Grosso integra Operação Nacional

O suspeito foi autuado pelos crimes de receptação e falsificação de documento público, falsificação de documento particular. Weverson será apresentado em audiência de custódia junto ao Judiciário.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.