- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Pais aflitos aguardando transferência – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

A falta da UTI Pediátrica atinge mais uma família em Rondonópolis (MT). Dessa vez quem sofre é um menino de 5 anos que teve que ser transferido às pressas para a UTI pediátrica no Hospital Regional de Cáceres, na manhã desta quinta-feira (9). A vaga só foi conseguida após ajuda de uma liminar do Ministério Público.

O menino estava internado em estado gravíssimo no Pronto Atendimento Infantil (PAzinho) necessitando da UTI. Conforme informações da família, o menino foi para o PAzinho no domingo (5) com sinais de gripe, mas foi liberado e após passar mal novamente, já em casa, retornou ao PAzinho na terça-feira (7) onde foi diagnosticado com pneumonia.

- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Familiares aguardando a transferência – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Jhonatan Silva, pai da criança, relatou que seu filho está entubado e a situação agravou na tarde desta quarta-feira (8).

Leia também:  Rede de abastecimento de água será ampliada com mais nove reservatórios

“A gente não dorme, não come, não bebe, não vive. Estamos em ano político e não podemos fazer nada, não conseguimos nada. São 4 dias de muita aflição. Os médicos estavam até regrando as medicações porque está acabando. Falta medicação” desabafou o pai da criança.

- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Luciana Maria (tia) e Kamilla (prima)- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

“A médica disse que se ele não fosse para a UTI poderia vim a óbito nesta quinta-feira. Ficamos desesperados, ainda mais sabendo que uma criança já morreu em Rondonópolis pela falta de UTI”, disse Kamilla Scarselli, prima da criança.

Diante da situação, Kamilla foi buscar ajuda no Ministério Público onde conseguiu uma liminar com a transferência da criança para o Hospital de Cáceres. “Até que ponto chegamos de ter que entrar na Justiça para pedir um direito que já deveria ser garantido para todos. Nós temos direito a saúde”, relatou a prima do menino.

Leia também:  Empresário é baleado e morre na entrada de empresa no Copa Rondon
Imagem: WhatsApp Image 2018 08 09 at 09.32.52 (1)
Criança sendo transferida no aeroporto – Foto: você repórter

A criança saiu de ambulância do PAzinho até o aeroporto onde seguiria de avião até Cáceres.

Criança sendo transferida - Foto: você repórter
Criança sendo transferida – Foto: você repórter

Confira a nota enviada pela Secretária Estadual de Saúde (SES MT) sobre a transferência para Cáceres:

O menino de 5 anos, será transferido na manhã desta quinta-feira de Rondonópolis para uma UTI pediátrica no Hospital Regional de Cáceres.

A criança foi internada na tarde de terça-feira no Hospital Infantil Wilma Bohac Francisco  (PAzinho infantil) com pneumonia e o quadro se agravou. Ontem, por volta de 18h, a Central de Regulação de Rondonópolis solicitou uma vaga de UTI e a Central Estadual de Urgência e Emergência, em Cuiabá, localizou a vaga em Cáceres.

A UTI Aérea deve chegar em Rondonópolis às 8h e a decolagem para Cáceres será por volta das 8h30.

OUTRO CASO 

Leia também:  Itaipava traz para Rondonópolis carreta que vira bar

Essa não é a 1ª família que passa por desespero ao necessitar de uma vaga na UTI Pediátrica em Rondonópolis. Na madrugada de sábado (28-07), a 1ª criança morreu por falta de atendimento médico diante da paralisação da UTI Pediátrica da Santa Casa em Rondonópolis.

Samuel Rondon Leite, de um ano de idade, deu entrada em hospital particular com crises de convulsões na manhã de sexta-feira (27-07) e depois foi encaminhado para atendimento no Pronto Atendimento Infantil (PAzinho). No PAzinho, a família aguardava uma vaga de UTI Pediátrica em algum leito disponível em Cuiabá, Sinop, ou em Tangará da Serra, mas a criança não aguentou esperar e morreu.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.