Imagem: seios
Foto: reprodução

Bom dia, boa tarde, boa noite, boa madrugada para você leitor, estamos mais uma vez, muito felizes por você estar aqui de novo, nosso muito obrigado.

No universo masculino, os seios exercem um papel de objeto de desejo no Brasil, o bumbum a parte feminina que nos causa mais obsessão, mas não há de se negar que os seios provocam no imaginário masculino, fortes sensações.

Os educadores no Brasil, ligados a correntes que são chamadas de esquerda, estão tentando superar essas dicotomias que eles acreditam não dignificar suficientemente a mulher.

Então na cabeça de alguns, como o homem pode andar sem camisa a mulher também poderia, porque homens e mulheres são iguais, deveriam ter o mesmo direito.

Eu já passei por cena semelhante, fui visitar um cliente, em uma mansão local, início do dia, e ele me convidou para irmos a beira da piscina onde sua bela mulher estava nadando, para minha surpresa ela saiu da piscina com os seios a mostra, e eu não sabia se olhava, se só olhava para baixo, se saia correndo.

Leia também:  ‘1° Fashion Cão’ acontece no domingo em Rondonópolis

Fato é que os seios são culturalmente objetos de desejos, assim como o bumbum, e ainda não podem ser mostrados livremente porque parte da sociedade, ainda vê os seios como desejo sexual.

A lei tem uma parte específica do código penal para tratar sobre o que é chamado de Pudor, e o que o legislador (aquele que faz leis) chama de Ultraje Público ao Pudor.

Como a Lei Penal do Brasil é muito velha, e não representa mais os sentimentos de pudor no Brasil, os crimes que estão ali descritos não deveriam mais ser aplicados pelos juízes, porque não representam mais nenhum sentimento de proteção a sociedade.

Mas por enquanto mostrar o seio feminino, em público, desnudo, sem o contexto da amamentação é crime, vejamos o que diz o Código penal:

“Art. 233. Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público:

Leia também:  Sema de Rondonópolis recebe equipamentos para tornar mais eficiente combate a crimes ambientais

Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.”

Neste caso o ato é considerado obsceno porque na mente masculina, o seio ainda é um objeto sexual de desejo, enquanto o mamilo a mostra do homem não parece causar nenhum efeito nas mulheres, uma mulher com os seios a mostra em um lugar público, pararia o trânsito.

Algumas amigas minhas da UFMT não acham isso nada justo, acreditam que se a mulher quiser mostrar os seios ela pode fazer, e não deveria ser punida por isso, bem os homens normalmente concordam com isso, mas por outras razões, eles querem muito ver.

Mas aí a coisa muda de figura completamente durante a amamentação, apesar de o seio ser considerado por nós homens, um objeto, nunca vi um olhar malicioso para um seio amamentando.

Porque o pudor é uma coisa cultural, assim como os mamilos masculinos não provocam reação sexual alguma nas mulheres, e não chocam ninguém, os seios durante a amamentação tomam uma conotação mais ligada ao sagrado.

Leia também:  Sem presença da Rota do Oeste, prefeito anuncia duplicação de parte da BR-364

Ou seja, os seios femininos, quando ligados a amamentação podem ser expostos em qualquer lugar, isso mesmo em qualquer lugar até mesmo dentro de um tribunal, ou qualquer ocasião.

Agora de novo outra cena que tem acontecido por causa das redes sociais, a quase exibição do seio através de algum tipo de transparência, e sua censura pelo Facebook ou Instagram.

Algumas mulheres gostam de poses muito sensuais, e publicam essas fotos e elas tem sido as vezes, censurada pelos veículos de mídia social, justamente porque ainda encontram na sociedade uma cultura de sensualização do seio feminino.

Mas nesses casos tem sido tratado de forma diferente quanto a criminalização, o Ministério Público, nem a polícia tem abertos investigações contra essas mulheres, o que é um bom sinal, mas fazer isso ao vivo, possivelmente ainda daria muita confusão no Brasil e possivelmente seria caso de polícia.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.