Uma pesquisa divulgada pelo Ibope aponta que o candidato a presidente, Jair Bolsonaro (PSL) continua liderando em Mato Grosso. Mesmo com a candidatura de Fernando Haddad  sendo oficializada pelo PT,  Bolsonaro manteve o crescimento e passou de um mês para o outro de 27% para 39% na modalidade estimulada.

Haddad ficou com o 2° lugar, ele subiu de 3% para 14%. O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), permaneceu estável com 8%, assim como Geraldo Alckmin (PSDB), com 7%. Marina Silva (REDE), que tinha 15% na pesquisa de agosto, caiu 11 pontos e agora aparece com 4%.

O senador Álvaro Dias (Podemos) e o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) aparecem com 2%, cada um. Enquanto Dias caiu 1%, Meirelles subiu o mesmo índice.

Leia também:  Só no 1° mês de Piracema, mais de mil quilos de pescado irregular são apreendidos

Já os candidatos Cabo Daciolo (Patriota), João Amôedo (NOVO), Eymael (DC) e Guilherme Boulos (PSOL) tem 1% cada. Os candidatos Vera (PSTU) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram.

Em Mato Grosso, o número de indecisos para presidente da República também caiu, se comparado a última pesquisa. Passou de 21% para 8% dos eleitores.

Essa pesquisa foi feita pelo Instituto Ibope, que entrevistou 812 eleitores. O nível de confiança da pesquisa é de 95% e possui margem de erro de 3% para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número MT-05998/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-08618/2018.

NA ESPONTÂNEA

Na pesquisa espontânea (onde não é apresentada a lista de candidatos ), Bolsonaro também lidera. Cresceu de 22% para 37%. Haddad tem 10% das intenções de voto, seguido de Ciro Gomes, que saiu de 2% para 5%. O tucano Alckmin subiu para 4% dos 2% que tinha, e Marina Silva aparece em queda de 3% para 2%.

Leia também:  Escola Técnica realizará o 2º Congresso Mato-grossense de Ciência, Inovação, Tecnologia e Educação

O ex-presidente Lula ainda é lembrado pelos eleitores mato-grossenses. Ele, que havia recebido 31% das citações na última pesquisa – quando ainda era candidato – foi lembrado por 7% dos entrevistados.

Os outros candidatos aparecem com menos de 1%, sendo que os brancos e nulos apontam 11% dos 10% anteriores. Os eleitores que não souberam opinar são 21% dos entrevistados, que anteriormente apontava 24%.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.