Imagem: pessoas conversando
Foto: reprodução

O ato de comunicar possui relação com partilhar ou repartir informações. Não é uma ação de via única: emitimos e recebemos informações, a todo tempo, em nossas interações diárias. A dúvida que fica é, qual é o papel da linguagem na comunicação?

Através de vários caminhos a linguagem vai se misturando e se transformando, fazendo com que a comunicação ganhe novos e diferentes significados. Separamos, neste texto, três caminhos em que a linguagem ganha diferentes funções.

Em um de seus primeiros caminhos, temos a linguagem como expressão do pensamento. Essa visão trata a linguagem como aquela que possibilita a manifestação de nosso eu: é a própria personalidade se mostrando. Quando falamos, expressamos aquilo que interpretamos através dos cinco sentidos, entretanto nem sempre tudo que nós pensamos pode ser expresso sem que haja uma preocupação com a pessoa que irá ouvir o nosso pensamento. Nesse ponto, é que adentramos pelo caminho pedregoso da interação.

As pessoas são diferentes, e para estabelecermos uma relação com elas precisamos respeitar as suas diferenças. Para conseguir isso, não basta apenas expressar nosso pensamento. Precisamos considerar quem está nos ouvindo e também o local onde estamos.  Assim temos a linguagem como instrumento de interação.

Interação envolve muito mais do que um diálogo. Na realidade, quando interagimos, entramos no universo de pensamentos de uma pessoa da mesma maneira que ela entra no nosso. Pedacinhos de nossa personalidade ficam impregnados no outro assim como pedacinhos da personalidade do outro ficam conosco.

Nesse sentido, o conhecimento sobre a cultura alheia é fator primordial para interagir bem. Conhecer a cultura do outro aumenta e muito a chance de interagir. Livre de preconceitos conseguimos trilhar caminhos em que a linguagem nos mostrará um mundo repleto de amizades e relacionamentos maravilhosos.

O terceiro caminho traçado pela linguagem utiliza também os outros caminhos abordados até aqui, no entanto vai mais além. Neste caminho, o ser humano é capaz de não só expressar os seus pensamentos e interagir com as pessoas, como também convencê-las a fazer aquilo que deseja. Nesse aspecto, a linguagem é apresentada como veículo de persuasão.

O comunicador eficiente consegue prender a atenção de seu auditório e também condicionar multidões a fazerem tarefas diversas. Quando a persuasão chega, ela desenvolve uma forte crença no outro. A ideia trazida pela linguagem passa a fazer parte das convicções da pessoa.

O ser que foi convencido passa a tomar para si a ideia do orador e inclui-la nas suas próprias opiniões. Isso ocorre através do surgimento de uma afinidade entre as ideias do orador e do ouvinte. Esse processo ocorre por causa de diversos fatores como: identificação pela trajetória de vida do orador; uso de termos regionais; defesa de crenças ideológicas e muito mais.

A estrada da persuasão se desdobra em outros caminhos. Podemos abordar a pessoa de forma emocional, fazendo com que ela se sensibilize com a nossa ideia. Podemos também abordar de forma racional, mostrando o que ela tem a ganhar aderindo a ideia exposta. Podemos abordar ainda de forma moral, apelando para os valores de uma comunidade. Em todos esses casos, o comunicador deve fazer com que o ouvinte se identifique com aquilo que ele está defendendo.

Depois dessa miscelânea, pensamos. Qual dos três caminhos é o mais correto? Expressão do pensamento, instrumento de interação ou veículo de persuasão? Na realidade todos os três.

Devemos expressar bem nossos pensamentos, pois é uma oportunidade ótima para nos conhecer. Também devemos interagir, já que, desse modo, aprendemos com outro aquilo que não conseguimos ver em nós mesmos. O outro nos ensina a melhorar como ser humano, assim crescemos e aprimoramos nossa maturidade.

Por último, não podemos deixar os nossos sonhos trancados dentro de um quarto fechado ou em pequenos diários de planejamento. Os nossos sonhos precisam ir para lugares diferentes, para que as pessoas vejam o brilho de nossas ideias. Por isso que o veículo de persuasão também possui o seu lugar no universo da comunicação.

Quer saber mais sobre os caminhos da linguagem? Acesse: https://www.youtube.com/c/CaminhosdaLinguagem

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.