Candidatos à presidência prestaram homenagem e cobraram justiça pelo atentado que Jair Bolsonaro sofreu na tarde desta quinta-feira.

Ciro Gomes, do PDT, disse no Twitter que repudia “a violência como linguagem política, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam o ou os responsáveis por esta barbárie”.


Marina Silva, da Rede, disse que a violência contra Bolsonaro “é inadmissível e configura um duplo atentado: contra sua integridade física e contra a democracia”.


Geraldo Alckmin, do PSDB, afirmou que “qualquer ato de violência é deplorável. Esperamos que a investigação sobre o ataque ao deputado Jair Bolsonaro seja rápida, e a punição, exemplar”.


Fernando Haddad, candidato a vice na chapa do PT, desejou “pronto restabelecimento a Jair Bolsonaro”.


Henrique Meirelles (PMDB), lamentou e pediu serenidade.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.