Despontar em segundo lugar na briga pelo Senado por Mato Grosso, em levantamento do Instituto Mark, quando a pergunta exige do eleitor a resposta do primeiro voto, levou o candidato a senador pela coligação ‘A Força da União’, deputado federal Adilton Sachetti (PRB), a projetar um quadro favorável para a reta final. A pesquisa do Instituto Mark apresenta o ex-senador Jayme Campos (DEM) na condição de primeiro colocado, com 32%. Procurador Mauro tem 16,1%; Selma Arruda (PSL) pontuou com 14,1%, e Adilton Sachetti (PRB) 14%. O tucano Nilson Leitão (PSDB) chega a 12,2% das intenções.

Carlos Favaro alcança 8,3%; a ex-reitora da UFMT Maria Lucia (PCdoB) chega a 6%; Waldir Caldas (Novo) 1,1%; Sebastião Carlos (Rede) 0,8%; Aladir Leite (PPL) 0,3%; Gilberto Lopes Filho (Psol) 0,2%.

Leia também:  Adela lava os pés de Jesus

Sachetti demonstrou confiança, com os números e crê que chega brigando pela vaga, na reta final. Os números animaram a militância do senador 100.

“Estamos conscientes de que ainda há um longo caminho a ser percorrido, mas sem dúvida, os dados demonstram que estamos no rumo certo. É evidente que o nosso trabalho obedece a um planejamento e os resultados positivos estão surgindo com duas semanas de antecedência”, sintetizou, após avaliar os números divulgados pelo portal de notícias Olhar Direto, um dos principais de Mato Grosso.

Jayme Campos ainda é o líder em todas as pesquisas

No levantamento estimulado, em que é oferecida uma lista para livre escolha do eleitor, Sachetti aparece em segundo lugar, com 14% das intenções, tecnicamente empatado com mais três candidatos ao Senado. Jayme se mantém consolidado na primeira colocação, com 33,70%.

Leia também:  Pedra Preta | Família procura menino de apenas 15 anos desaparecido

Sachetti está na disputa de sua quarta eleição e sabe que a pesquisa reflete o momento, permitindo obviamente uma melhor orientação dos candidatos.  “Temos de comemorar com os pés no chão e continuar trabalhando, pois a pesquisa é simples reflexo do que se vive no momento. Isso nos enche de gás para percorrer os municípios, em debate sobre as questões que afligem todos os mato-grossenses”, justificou Adilton, após participar de reunião nesta quarta-feira, em São Pedro da Cipa – 154 quilômetros ao Sul de Cuiabá.

Nas primeiras pesquisas após as convenções partidárias do dia 5 de agosto, Adilton Sachetti aparecia com baixo índice de intenção de voto. A atual pesquisa Mark apontou quase 60% de indecisos para senador, em Mato Grosso.

Leia também:  MT vai eleger um líder democrata e um gestor progressista, diz suplente

A pesquisa Mark de intenção de votos ouviu 1061 eleitores de Mato Grosso entre 22 e 24 de setembro, sob metodologia quantitativa e técnica survey de opinião. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) sob protocolo MT-006751/2018. A margem de erro é 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos. Os resultados das tabelas foram arredondados pelo programa para totalizarem 100%.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.