Estão abertas as inscrições para o Seminário de Educação (SemiEdu) 2018, que acontecerá de 04 a 07 de novembro, na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Câmpus de Cuiabá. As inscrições com submissão de trabalhos devem ser feitas até o dia 25 de setembro na página do evento.

O SemiEdu alcança sua 26ª edição e se consolida entre os mais importantes eventos de educação da região Centro-Oeste, reunindo pesquisadores de vários estados brasileiros e de outros países. “Diálogos entre Políticas Públicas, Formação de Professores e Educação Básica” é o tema central do SemiEdu 2018, que comemora os 30 anos do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), cuja trajetória indica a intensa e contínua produção de conhecimento e importantes contribuições para o país. Ao longo de três décadas, explica a coordenadora do PPGE, professora Rute Cristina Domingos de Palma, a instituição se consolidou como espaço fértil de conhecimento produzido e em construção por meio dos projetos de pesquisa e experiência de educação escolar e não escolar, vivências acadêmicas e sociais propiciadas pelo programa.

Leia também:  Prédio do Procon é interditado em Cuiabá

Para a coordenadora geral do evento, professora Filomena Maria de Arruda Monteiro, diante do cenário atual, considerando os atuais debates acerca da pesquisa e da pós-graduação, a temática do Semiedu 2018 contempla o aprofundamento das discussões iniciadas em edições anteriores do evento e a inclusão de novas perspectivas enunciadas nos recentes congressos da área. “A ideia é articular sujeitos, diálogos e contextos para um olhar mais plural sobre a problemática educacional brasileira”, pontua.

Outro objetivo é reafirmar intercâmbios e parcerias entre grupos de pesquisa em âmbito nacional e internacional, cujo foco é compreender, problematizar e construir alternativas sobre a Educação, com intuito de avançar, contribuindo para o desenvolvimento humano e criativo nas múltiplas faces da elaboração do pensamento. “Ao criar um espaço de relações interinstitucionais para trocas de experiências e de socialização do conhecimento, o evento contribui com o intercâmbio técnico-científico entre pesquisadores, professores e acadêmicos. O evento é aberto para todos os estudantes, pesquisadores e professores das mais diversas instituições”, destaca professora Rute.

Leia também:  Dezesseis escolas serão contempladas com projeto “Prevenção Começa na Escola”

Para participar, os trabalhos devem ser submetidos nas categorias: Comunicação Oral, Pôster, Relato de Experiência e minicursos.

Além da submissão de trabalhos em um dos 18 Grupos de Trabalhos (GTs) nos quais o evento está estruturado, os autores ainda podem realizar submissão na “XII Jornada Desigualdades Raciais na Educação Brasileira”, organizado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Relações Raciais e Educação(Nepre) e apresentação de trabalho na VII Mostra Corpo, Educação e Cultura, organizada pelo COEDUC.

A Jornada tem por objetivo discutir as desigualdades raciais na educação, pautando, consequentemente, a produção dessas desigualdades no Brasil, bem como as lutas da população negra pela conquista de reconhecimento e de melhores condições na produção da vida, tendo como pauta os debates sobre relações raciais e educação, Educação Escolar Quilombola, o movimento de luta da população negra no Brasil e suas implicações na educação escolar. Já a Mostra traz os saberes e práticas da formação de professores da Educação Intercultural em Mato Grosso, em diálogo com pesquisadores e atores sociais, com os quais articula a pesquisa, o ensino e a extensão na UFMT, com possibilidade de apresentação de trabalhos nos eixos temáticos: Estudo da Criança e Infância; Educação e Povos Indígenas; Educação Intercultural na Escola e a Lei 11.643/08; Saberes e Práticas Culturais em Mato Grosso.

Leia também:  Cantora de MT se classifica para a semifinal do programa 'The Voice Brasil'

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.