A Justiça julgou procedente ação penal proposta pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso e condenou Devanir Bonifácio da Silva e Rosemberg Barbosa da Silva a 40 anos de prisão por associação ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Ao primeiro réu foi aplicado uma pena de 24 anos de prisão e multa de R$ 2.050,00 e, ao segundo, a pena de 16 anos mais R$ 1.640,00 de dias multa.

Os dois, segundo o Ministério Público, integravam organização criminosa responsável pelo transporte interestadual de quase meia tonelada de cocaína, destinada ao Estado de São Paulo. Consta na denúncia, que a apreensão ocorreu no dia dia 22 de abril do ano passado, no município de Alto Garças. As buscas na carreta que transportava a droga foram feitas com a ajuda de cães farejadores.

Leia também:  Anac informa que aeronave que caiu em plantação de soja estava inapta a voar

Na ocasião, conforme o MPE, o motorista do veículo informou que o transporte estava sendo feito a pedido do patrão dele, o denunciado Rosemberg Barbosa da Silva e que pelo serviço receberia a quantia de R$ 5 mil. Outros dois acusados, incluindo Devanir Bonifácio da Silva, eram responsáveis pela escolta da carreta.

Devanir Bonifácio da Silva responde ainda pelo tráfico de 75 Kg de cocaína, apreendida no dia 09 de março, também com destino ao Estado de São Paulo. “Extrai-se da prova obtida pela interceptação telefônica, em conjunto com a prova oral, a demonstração da efetiva responsabilidade penal do acusado Devanir pela droga apreendida no veículo Montana (75Kg) que estava transportada para o Estado de São Paulo e também pelos entorpecentes apreendidos na cidade de Alto Garças (442.549 Kg) que também teve efetiva participação do acusado Rosemberg no transporte da droga que tinha como destino final da cidade de Goiânia”,diz a decisão.

Leia também:  Trio anuncia roubo e leva R$ 400 em moedas de comércio

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.