“Tempo, o bem mais precioso”. Com certeza, você já devem ter escutado essa frase alguma vez na vida. E essa afirmação não está equivocada. Uma vez que perdemos aquele tempinho, nunca mais poderemos recuperá-lo. E, foi pensando nisso, que no final dos anos 80, o Italiano Francesco Cirillo criou a técnica do Pomodoro enquanto procurava uma maneira de aumentar a produtividade nos estudos durante os primeiros anos de sua graduação. Conhece essa técnica?

Pomodoro significa tomate em italiano, mas não precisa se preocupar, você não vai precisar de um tomate de verdade para colocar em prática esse método de estudo. Uma curiosidade é que Francesco deu esse nome a técnica porque ele usou um daqueles cronômetros de cozinha com o formato de um tomate para gerenciar o seu tempo e organizar suas tarefas.

Leia também:  Brasileiro é linchado e assassinado brutalmente na Bolívia após cobrar dívida

O timer do italiano girava durante 25 minutos e emitia um barulho bem forte ao fim desse prazo. Era nesse tempo que o mesmo se concentrava nas suas tarefas, sem fazer interrupção. Ao se manter 100% focado e perceber resultados satisfatórios, divulgou sua técnica em 1992. O pomodoro, se baseia na ideia de que dividindo o fluxo de trabalho em blocos de concentração intensa, é possível melhorar a agilidade do cérebro e estimular o foco.

Essa técnica pode ser utilizada também, ao realizar uma tarefa do trabalho, ambiente onde ficamos propícios a interrupções externas e internas que reduzem a produtividade. A Universidade de Illinois demostrou que passar longas horas na mesa de trabalho proporciona menos eficiência do que se concentrar durante períodos mais curtos e alterná-los com momentos de descanso.

Leia também:  Adolescente tenta matar pais e irmã de 3 anos com veneno de rato no café

Quer aprender a usar a técnica? Confira essas dicas:

  1. Faça uma lista com as tarefa que estão pendentes;
  2. Programe um cronômetro para 25 minutos – pode usar até o despertador de um celular;
  3. Escolha uma das tarefas da lista e trabalhe nela sem interrupções – não vale entrar no Facebook e nem no Whatsapp;
  4. Quando o despertador tocar, faça um pausa de 5 minutos. Que tal você se levantar e fazer algum exercício, como caminhada ou alongamento?
  5. Risque a tarefa da sua lista depois que terminá-la, isso traz a sensação de dever cumprindo;
  6. Retome o trabalho depois da pausa para mais um pomodoro de 25 minutos;
  7. Depois que você realizar quatro pomodoros, faça uma pausa mais longa. Dessa vez, ela pode ser de 30 minutos;
  8. Repita essa técnica todos os dias que precisar estudar. Comece fazendo a lista diária e anote quantos pomodoros usou, ao lado de cada tarefa da sua lista. A ideia é que, com o passar do tempo, você descubra quantos pomodoros você usa para as suas atividades – isso vai ajudar você a estimar prazos.
Leia também:  Polícia divulga retrato falado de indivíduo que tentou sequestrar criança em escola particular

Cada pessoa é diferente e só ela mesma consegue melhorar sua própria produtividade e criar um ritmo mais adequado para si. Se você não for adepto as esses métodos que não são tão convencionais e preferir investir em um cursinho, o Educa Mais Brasil oferta bolsas de até 50% de desconto. Acesse o site do Educa Mais Brasil e confira todas as oportunidades disponíveis na sua região.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.