Ana Carolina e Arthur Ferreira presos pela Força Tática suspeitos de tráfico de drogas - Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO
Ana Carolina e Arthur Ferreira presos pela Força Tática suspeitos de tráfico de drogas – Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO

Ana Carolina dos Santos Ferreira, 25 anos e Arthur Pereira de Freitas Dionizio, 20 anos, foram presos em flagrante na madrugada desta quarta-feira (03), com cerca de 57 pacotes de skunk, uma substância análoga a maconha e 409 tabletes da mesma droga pesando cerca de 584 quilos. O casal foi detido durante uma operação de rotina dos policiais da 14ª Companhia Independente de Força Tática (14° CIPM FT), próximo a um pedágio na BR-163, em Rondonópolis.

Segundo a Polícia, a droga estava vindo de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul em um veículo modelo Volkswagen Voyage branco roubado e a droga, teria uma parte distribuída em Rondonópolis e o restante seria encaminhado para Cuiabá.

Leia também:  Mais de R$ 1 mil são roubados de loja no Centro
Droga apreendida por policiais da Força Tática - Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO
Droga apreendida por policiais da Força Tática – Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO

De acordo com os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO) de número: 2018.309057, os policiais da equipe tática receberam a denúncia que um veículo estava transportando a grande quantidade de entorpecente e passaria pela região.

Os policiais perceberam que um veículo com as mesmas características da denúncia passou pela guarnição com duas pessoas. Mas, o que chamou a atenção é que ele estava muito baixo e resolveram fazer a abordagem. Durante a busca veicular, os policiais encontraram no banco traseiro e no porta malas, a grande quantidade de entorpecentes embalados em plásticos e também em tabletes.

Veiculo apreendido que era usado para transportar o entorpecente - Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO
Veiculo apreendido que era usado para transportar o entorpecente – Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO

O casal que já possui passagem pela Polícia, recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas e o fato do veículo ser produto de roubo, também devem responder pelo crime de receptação.

Leia também:  Pesquisa aponta que brasileiros não estão preparados para lidar com a morte

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.