Mulheres de Rondonópolis endossam a estatística sobre a presença feminina no mundo dos novos negócios que diz que elas estão cada vez mais envolvidas com o empreendedorismo. O número de mulheres empreendedoras no Brasil dobrou entre os anos de 2013 e 2018, segundo Portal do Empreendedor.

Adriana Lopes e Giovana Magalhães, moradoras de Rondonópolis, confirmam essa taxa de crescimento da participação feminina como empresárias. Ambas são empreendedoras do ramo alimentício, uma é proprietária de uma empresa que produz farofas artesanais e outra de doces.

Elas relataram suas experiências enquanto proprietárias, gestoras e fabricantes de seus produtos no 2º Congresso Mato-grossense de Ciência, Inovação, Tecnologia e Educação – CoMCITE – que aconteceu dias 02 e 03 de outubro na sede da Escola Técnica Estadual de Rondonópolis. Participantes do evento puderam conhecer os desafios que elas enfrentaram para começar um negócio, quais foram as ferramentas utilizadas por elas para abrir mercado e o que elas estão fazendo para atrair e fidelizar clientes.

Leia também:  Rodonópolis pode ter força política renovada com representantes na Câmara Federal e Senado

As mídias digitais são os principais instrumentos que as duas empresárias usaram no começo do negócio e usam para divulgar seus produtos e atrair cada vez mais clientes. “As redes sociais são um canal de comunicação de fácil acesso. Eu não abro mão delas para fazer meu negócio prosperar”, disse Adriana Lopes, que viu sua vida mudar quando saiu do ramo da construção civil para gerenciar a empresa de farofas artesanais.

Para as empreendedoras a internet facilita a comunicação, possibilita novas formas de produzir, vender e inovar. “O consumidor não só quer ver o que você está vendendo, também quer conhecer, através de fotos e vídeos, como o produto é feito, quem faz parte da equipe e quer ter contato direto com o dono ou a dona do negócio”, afirmou Giovana Magalhães, diretora e proprietária de uma empresa de doces, que já participou de diversos cursos de culinária e confeitaria.

Leia também:  Avião agrícola cai em Mato Grosso e piloto desaparece

De acordo com William Domiciano, proprietário e diretor de criação de uma agência de publicidade, que também foi palestrante no 2º CoMCITE, as mídias digitais podem projetar os negócios, se forem planejadas estrategicamente para o público que ser quer alcançar. “De uma maneira geral qualquer peça de redes sociais tem que atrair o cliente, tem que ser divertido. Isso não significa que tem se fazer piada com tudo. Mas sim ser algo que realmente interessa ao cliente, que seja leve e atrativo”.

Evento – Além dessa temática, outras foram abordadas durante o 2º CoMCITE. Na primeira noite de palestras houve a participação de especialistas que falaram sobre uso de aeronaves remotamente pilotadas e sobre produção de cerveja. Na segunda noite, além da mesa redonda sobre Marketing Digital, ocorreu a mesa redonda com professores de universidades e institutos de educação técnica sobre eventos de ciência, tecnologia e inovação. Participantes do evento puderam também fazer oficinas relacionadas a diversas áreas do conhecimento, dentre elas sobre Informática para inclusão de crianças no Transtorno do Espectro Autista (TEA), Impressão 3D, Fabricação Digital e a nova Revolução Industrial, Saúde Mental e Suicídio na adolescência e Tópicos de Zootecnia.

Leia também:  Judas Iscariotes e Tomé conseguem livrar Diana do mal

Para Leila Cristina Aoyama Barbosa Souza, coordenadora do evento, o objetivo foi alcançado e a expectativa de público foi atendida. “Foram dois dias com intensos diálogos sobre vários temas que atravessam e perpassam pela Ciência, Tecnologia, Inovação e se articulam com a Educação. Quem participou do 2º CoMCITE pode aprender mais sobre as transformações tecnológicas do século XXI e as demandas que estas mudanças tem provocado em muitas áreas profissionais”.

O evento foi promovido pela Escola Técnica Estadual de Rondonópolis, realizado com o financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (FAPEMAT) e teve apoio de parceiros.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.