- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Diretora da Escola, Maria Gomes, e a organizadora do projeto Divanete Conceição de Oliveira- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

A Escola Estadual Silvestre Gomes Jardim, localizada na Vila Mariana, em Rondonópolis vem atendendo a proposta de educação integral desde o ano de 2017 e com isso passou a ofertar em sua grade curricular disciplinas diversificadas do currículo que tem o objetivo de promover a formação humana que vai além dos muros escolares.

As disciplinas diversificadas do “Projeto de Vida” é composto por estudo orientado, avaliação semanal, eletiva e prática experimental, sendo a última citada exclusiva da área de Ciências da Natureza e Matemática.

- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Experimentos dos alunos da Escola Silvestre- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Os experimentos desenvolvidos nesta disciplina que compõe a Base Nacional comum são: matemática, física, química e biologia.

- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Experimentos dos alunos da Escola Silvestre- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Entre os projetos desenvolvidos na instituição, tem o projeto “Eu, cientista”. ele teve inicio com o levantamento dos conteúdos a serem abordados pelos alunos em grupo e em cada disciplina tem a tarefa de realizar pesquisas em laboratório, fazer produções escritas, estudar para fundamentar suas práticas e apresentar seus experimentos para os colegas da turma, sendo também acessível para quem deseja conhecer os trabalhos.

Leia também:  Em MT, mais de 10 toneladas de drogas são apreendidas entre janeiro e setembro deste ano
- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Experimentos dos alunos da Escola Silvestre- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Os alunos Lucas Gabriel dos Santos Elias, Ingridy Andrielly Silva Lima, Leandro Junior Félix Rodrigues e Jacqueline Rodrigues de Sousa destacaram que o projeto da escola ajudou muito cada um deles, pois não eram muito interessados nos estudos e passaram a ter uma nova personalidade de como conviver e respeitar as outras pessoas.

- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Alunos discutindo o projeto com a diretora- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

E com a aplicação dos “quatro pilares” que são: ‘aprender fazer’, ‘aprender ser’, ‘aprender conviver’ e ‘aprender aprender’, eles mesmos tomam iniciativa para fazer os projetos e com muita alegria dizem amar estar em tempo integral na escola que tornou a segunda casa de cada um deles.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.