- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
A reforma que teve inicio em fevereiro de 2017, teve o prazo foi estendido e até hoje não foi terminada – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

A reforma da Escola Estadual Emanuel Pinheiro (EEEP), em Rondonópolis, orçada em R$ 600.740, 21, teve início em fevereiro de 2017, com prazo de um ano para conclusão com reparos no telhado, pintura, banheiros e uma nova instalação elétrica.

Quando chegou o prazo para a entrega da obra, ela não tinha sido concluída e recebeu o prazo de mais seis meses para o termino. O novo prazo chegou e desde agosto os trabalhos na obra estão parados, fato que preocupa muitos pais de alunos que estudam nesta unidade de ensino.

Em contato com a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), pedindo o porquê de a obra estar paralisada, a Seduc informou que:

A empresa responsável pela construção protocolou um pedido de paralisação dos trabalhos. Os motivos e argumentações para tal estão sendo analisados pelo setor jurídico da Secretaria. Porém, a obra não poderá ser paralisada até que seja declarado se há ou não legalidade na solicitação;

Por fim, ressalta que a gestão da Seduc está atuando para resolver a situação o mais rápido possível, visando zelar pela qualidade do ensino-aprendizado dos estudantes, bem como da qualidade de trabalho aos profissionais da Educação.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.