Imagem: Kalynca
Foto: assessoria

Há poucos dias da eleição de 2018, que definirá o novo quadro da Presidência da República e Governo do Estado, além dos parlamentos federais e Assembleia Legislativa dos estados, a candidata a deputada estadual, Kalynka Meirelles (PRB/MT), analisa que o voto consciente é a única saída para a construção real de uma nova política.

A candidata testemunha que vê a população entendendo essa necessidade e considera que, em breve, com o seguimento do trabalho da Justiça Eleitoral e a democratização da informação, com as redes sociais, será totalmente extinto o modelo ainda existente da política da troca de favores.

“As pessoas ainda são muito frágeis porque boa parte do nosso povo é muito carente financeiramente e até de informações e então passa a ser presa fácil para malandro disfarçado de político. As pessoas querem renovação, o que falta ainda para tirarmos estes criminosos de vez do Poder Público é a conscientização majoritária de que eles são nossos inimigos, ou seja, é por causa destes que não tem remédio no posto, que a rua está esburacada, não há vaga na creche e o Brasil chegou nesta crise em que todos somos afetados”, avaliou.

Leia também:  Em Tangará da Serra, Thiago Silva é recebido por 2 mil famílias de acampamentos rurais e garante apoio para o pequeno produtor

Kallynka aposta que candidaturas como a sua, envolta de um conceito de moralidade e do comprometimento da entrega de serviços públicos de qualidade, serão alvos da união daqueles que já entenderam a necessidade de se unir por um novo momento. “Para o quadro proporcional, onde estão as candidaturas para deputado, eu vejo que o voto consciente já vem sim fazendo a diferença e muito. Acredito que as pessoas de bem, que são maioria no nosso país, estão entendendo a máxima que precisam sim ir às urnas e apoiarem aqueles mães e pais de família que tiveram a coragem de se candidatar. Esse é o principal sentimento que temos de ter, até porque se o bem jogar a toalha tudo vai ficar ainda mais fácil para os corruptos e eu vejo que eles vão perder cada vez mais força”, cravou.

Leia também:  Taques reafirma compromisso com o fim do Fethab 2

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.