É um pássaro? É um avião? Não, é o Superman!

Com certeza em algum momento da sua vida você ouviu essa expressão.

Falar de um herói que dispensa apresentações parece muito fácil, talvez até desnecessário.
Porém quando entendemos o conceito desse herói e a enorme influência que ele exerce sobre nossas vidas, fica impossível deixar essa data passar em branco aqui no Agora Geek.

Esqueça o que você conhece hoje sobre heróis e quadrinhos…

Esqueça a América próspera, rica e poderosa. Vamos nos transportar para a década de 30, um período pós-depressão nos Estados Unidos, onde o povo americano enfrentou uma crise econômica catastrófica e teve que lidar com todas as consequências advindas desse cenário.

Em um momento assim, o que mais a população precisa? Antes de retomar a economia, antes de arrumar um emprego ou de ter um prato de comida sobre a mesa? A resposta é Esperança! E foi com esse conceito que os artistas Jerry Siegel e Joe Shuster, apresentaram no ano de 1938 a revista Action Comics #1, tendo o herói Superman como personagem principal.

Um personagem exemplo de caráter, de bondade e altruísmo.
Um herói que se tornou uma bússola moral, admirado por crianças e adultos.

Imagem: Figura 01

Curiosidade 01 – O primeiro personagem conhecido como Superman era na verdade um vilão, um cientista que controlava mentes e queria dominar o mundo criado por Jerry Siegel e Joe Shuster em 1933 para a revista Science Fiction. Ele foi reformulado e somente no ano de 1938 renasceu como o heróis que conhecemos hoje.

Imagem: Figura 02Superman é Kal-El, uma criança do planeta Krypton, enviado para o espaço em uma nave por seus pais, instantes antes do seu planeta ser destruído. A nave com essa criança viaja pelo universo e chega a terra, na cidade de Smallville onde Kal-El é encontrado por um casal de fazendeiros, que o adotam e o batizam com o nome de Clark Kent.

À medida que o jovem Clark crescia, seus pais perceberam que ele tinha algo diferente; era mais forte, vigoroso e rápido do que uma criança normal. (Depois descobrimos que o contato com nosso sol, de alguma forma concedia ao garoto essas características sobre-humanas).

Preocupados com a segurança do seu filho, Jonathan e Marta Kent criam Clark mantendo seus superpoderes em segredo. Porém quando adulto, Clark se muda para a cidade de Metrópolis e começa a trabalhar como jornalista no Planeta Diário. Ali, Clark conhece a cidade grande, seus problemas, ameaças e decide usar seus poderes para combater o crime e proteger a cidade.

Foi desde a primeira revista que Superman conheceu a personagem Louis Lane, uma jornalista corajosa e que no decorrer desses 80 anos foi o grande amor do nosso herói.

Curiosidade 02 – A personagem Louis Lane foi inspirada na modelo norte americana Joane Carter, enquanto posava para ser desenhada como personagem, Jerry Siegel, um dos criadores do Superman, se apaixonou por Joane e os dois então se casaram.

No início, Superman já usava o uniforme tradicional, porém não voava, realizava apenas grandes saltos e combatia o crime em escala menor, prendendo bandidos e assaltantes de banco. O herói como conhecemos, com todos os poderes e que salva o mundo várias vezes, combatendo alienígenas e grandes ameaças foi surgindo com o passar dos anos.

Superman parece então imbatível, invencível e imortal, até que ele descobre seu ponto fraco. Uma pedra chamada Kryptonita que é na verdade um fragmento de seu planeta natal. O contato ou a proximidade desse material enfraquece o Superman e faz com que ele perca seus poderes temporariamente.

Como sabemos hoje, o sucesso foi gigantesco, transformando rapidamente o Superman em um ícone, tanto pela qualidade e inovação das histórias como o apelo emocional envolvido. Em pouco tempo o homem de aço se tornou amado e admirado no mundo todo.

Em suas aventuras, serviu de incentivo aos aliados na segunda guerra mundial, derrotou Hitler, o ditador alemão e Hirohito, o imperador japonês que ordenou o ataque a Pearl Harbor.

O mito que nasceu nos quadrinhos se popularizou ainda mais na tv e no cinema. Ao longo de oito décadas, várias produções trouxeram as aventuras do homem de aço para as telas.

A primeira aparição do Superman na TV foi no ano de 1948 com o ator Kirk Alyn.
A partir daí foram várias produções entre as quais podemos destacar o filme de 1978, dirigido por Richard Donner e com a participação de nomes consagrados de Hollywood, como Marlon Brando e Gene Hackman e estrelado pelo inesquecível Christopher Reeve, o que elevou a qualidade da produção e trouxe uma visão mais séria para o gênero de heróis no cinema.

Imagem: Figura 03Curiosidade 03 – Marlon Brando recebeu um cachê de 10 milhões de dólares para interpretar Jor-El o pai do Superman no cinema, o motivo, Marlon Brando tinha sido recém premiado com o Oscar de melhor ator pelo Poderoso Chefão. Detalhe, sua participação em tela durou apenas 10 minutos.

Nos anos 90 um acontecimento mudou drasticamente o rumo do herói.

A Morte do Superman foi um evento que se tornou um marco na história dos quadrinhos e o sucesso foi enorme, resultando em um recorde de vendas, (3 milhões de exemplares).
Uma das maiores jogadas de marketing da história da nona arte.

É lógico que ele ressuscitou, porém, muita coisa mudou, o personagem ganhou novas versões, finalmente se casou com Louis Lane e teve um filho!

Imagem: figura 04Nestas oito décadas, foram centenas de histórias em quadrinhos, dezenas de filmes e jogos, e uma porção de séries e animações de TV que conquistaram (e conquistam) gerações até hoje.

Mas fica o questionamento: Por que gostamos tanto do Superman? Porque a figura desse herói provoca esse sentimento tão bom em nós como se fosse aquele amigo que não vemos tanto quanto gostaríamos, mas que tem um lugar especial no nosso coração?

A resposta é Esperança!

A mesma esperança que foi tão importante para o povo americano no período pós depressão ou durante a segunda guerra, é a esperança que nós precisamos nos dias de hoje.

A situação mudou, são outros tempos, outros problemas assolam a humanidade e outras angústias são experimentadas todos os dias por nós. Porém a necessidade da esperança, da luz no fim do túnel, da sensação que tudo tem jeito e pode dar certo, esse sentimento vive dentro de nós através dos tempos.

Por isso, a maior explicação para que o Superman continue sendo um ícone, é que ele representa a esperança, um alimento para nossa alma que insaciável, acredita em dias melhores e salvação para os problemas do mundo.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.