Imagem: Juvenal Pereira Brito novo prefeito de Pedra Preta 03 11 16
Juvenal Pereira Brito – Foto: reprodução

O prefeito de Pedra Preta (31 km de Rondonópolis), Juvenal Pereira Brito, o Ná (MDB), é investigado por improbidade administrativa após os vereadores abrirem uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), nesta segunda-feira (5) para investigar atos irregulares que teriam sido cometidos pelo prefeito. De acordo com uma denúncia feita à Câmara, a prefeitura teria adquirido 20 “mata-burros”, no valor aproximado de R$ 59 mil, sem processo licitatório.

A investigação deve durar por 90 dias. Dos 11 vereadores, eram necessários os votos de oito, mas apenas sete votaram a favor do afastamento do prefeito e os demais contra, por isso o prefeito continua no cargo.

Conforme a denúncia, o prefeito ainda teria agido para encobrir as provas de suas ações, o que configura o crime de fraude processual. De acordo com os parlamentares, devido as irregularidades o prefeito pode ser cassado e até responder na esfera judicial pelos supostos crimes.

Leia também:  2º Bazar beneficente da Casa do Adolescente acontece neste sábado

Em relação às denúncias, o prefeito alega que para sustentar a denúncia seria necessário a apresentação de uma nota fiscal paga da carga, o que não foi feito. Ele ainda alega que as denúncias são fruto de armações políticas.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.