O SUS já oferece testes rápidos para outras condições, como HIV e hepatite - Foto: Reprodução EPTV
Teste Rápido | Foto: Reprodução/EPTV

A cada ano cresce o número de pessoas contaminadas por doenças sexualmente transmissíveis, por relação íntima sem proteção, a camisinha/preservativo masculino ou feminino.

O vírus da imunodeficiência humana (HIV), é uma dessas enfermidades e embora o caso seja delicado e de certa forma considerada um tabu pela sociedade, precisamos falar sobre este assunto.

Atualmente não existe a cura para o vírus, mas com a detecção precoce do HIV é possível que a pessoa infectada tenha uma qualidade de vida normal seguinte o tratamento correto passado pelo médico infectologista.

Casos registrados:

Rondonópolis, está entre as 100 cidades do Brasil com mais casos de HIV e Aids cada 100 mil habitantes. Os dados são do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

Leia também:  Tratamento oncológico pelo SUS é suspenso em Rondonópolis

Ocupando a 16ª posição no ranking com novos casos registrados de 2013 a 2017. Esse resultado é divulgado anualmente e apresenta informação sobre os casos de HIV e de Aids a nível nacional.

O Departamento de Ações Programáticas da Secretaria Municipal de Saúde, atesta que existem o total de 1.502 casos de Aids, destes 851 são do sexo masculino e 542 do sexo feminino, 21 são crianças e 215 jovens de quinze a vinte quatro anos.

Nos últimos três anos, Rondonópolis foi analisado e apresentou taxa de detecção de 61,4 casos e taxa de mortalidade de 12,3.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.