Iate do empresário Eike Batista - Foto: Divulgação
Iate do empresário Eike Batista – Foto: Divulgação

O iate que pertencia ao empresário Eike Batista e que foi apreendido pela Operação Lava Jato foi vendido por R$ 14,4 milhões em leilão nesta terça-feira (18).

A embarcação estava avaliada em R$ 18 milhões, mas como não recebeu nenhuma oferta no primeiro leilão na última quinta-feira (13), o valor teve um desconto de R$ 3,6 milhões.

Somente uma pessoa apareceu para fechar o negócio em apenas sete minutos, segundo o leiloeiro Renato Guedes. No total, foram 3.026 visitas no site do leilão onde o iate estava exposto.

A embarcação tem 4 quartos (duas suítes), sauna, closet, três cabines e cozinha. A capacidade é de 21 passageiros.

Empresário foi condenado a 30 anos
A ordem do leilão foi determinada pelo juiz Marcelo Bretas. Em julho, ele condenou Eike a 30 anos de prisão e ao pagamento de R$ 53 milhões.

Leia também:  Incêndio de grandes proporções destrói parte shopping em São Paulo

O empresário chegou a ser preso em janeiro do ano passado, mas responde em liberdade. A decisão de colocá-lo em prisão domiciliar foi do juiz Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com a investigação, o ex-governador Sérgio Cabral recebeu de Eike US$ 16,5 milhões em propina para realizar atos de ofício em benefício do empresário. Os atos, em si, não foram revelados.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.