Agora em dezembro, o Brasil comemora 15 anos da Lei 10.803, de 2003 que incluiu no Código Penal punições para quem explora o trabalho escravo. A lei, que teve origem no Senado, prevê pena de 2 a 8 anos de prisão, podendo ser aumentada quando o crime for cometido contra crianças ou adolescentes. O senador Paulo Paim (PT–RS) lamenta que o trabalho escravo continue sendo uma realidade no Brasil. A reportagem é de Edson Gomes, da Rádio Senado. Ouça o áudio com mais informações.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.