Cocaína apreendida em porto no norte da França saiu de porto brasileiro - Foto: TV Globo/Reprodução
Cocaína apreendida em porto no norte da França saiu de porto brasileiro – Foto: TV Globo/Reprodução

A alfândega do porto de Caen, no norte da França, apreendeu 1,6 toneladas de cocaína de um barco proveniente do Brasil. Segundo a imprensa francesa, a droga estava escondida entre blocos de cinco metros de comprimento de madeira “exótica”. A apreensão ocorreu na quinta-feira (6).

O valor estimado da carga é de 70 milhões de euros – cerca de R$ 312,3 milhões, segundo conversão do Banco Central do Brasil na data da apreensão. Não há informação sobre qual o porto brasileiro de origem da cocaína.

Segundo a rede de televisão France 3, as autoridades descobriram a droga quando uma das placas de madeira caiu no chão durante as operações de descargas. O negociante, então, entrou em contato com a polícia.

Leia também:  Fernando Haddad afirma querer processar o WhatsApp na sede dos EUA

As autoridades locais abriram um inquérito para apurar o caso, tratado como importação organizada de narcóticos, transporte e armazenamento de drogas e associação criminosa. A polícia ainda tenta identificar os responsáveis.

A alfândega do porto de Caen, no norte da França, apreendeu 1,6 toneladas de cocaína de um barco proveniente do Brasil. Segundo a imprensa francesa, a droga estava escondida entre blocos de cinco metros de comprimento de madeira “exótica”. A apreensão ocorreu na quinta-feira (6).

O valor estimado da carga é de 70 milhões de euros – cerca de R$ 312,3 milhões, segundo conversão do Banco Central do Brasil na data da apreensão. Não há informação sobre qual o porto brasileiro de origem da cocaína.

Leia também:  Prefeito de cidade do México é assassinado após tomar posse

Segundo a rede de televisão France 3, as autoridades descobriram a droga quando uma das placas de madeira caiu no chão durante as operações de descargas. O negociante, então, entrou em contato com a polícia.

As autoridades locais abriram um inquérito para apurar o caso, tratado como importação organizada de narcóticos, transporte e armazenamento de drogas e associação criminosa. A polícia ainda tenta identificar os responsáveis.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.