Armas apreendidas com Mauro - Foto: PM
Armas apreendidas  – Foto: PM

Segundo os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), apontou que houve uma redução no número de armas apreendidas de 12% no estado. Foram 1.989 de janeiro a outubro de 2018 contra 2.271 no mesmo período de 2017.

Os dados foram calculados com base no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP). A Secretaria de Estado de Segurança Pública, utilizou como fontes a Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (ENAFRON) e a Polícia Judiciária Civil (PJC-MT).

A avaliação do titular da Delegacia Especializada de Repressão de Entorpecentes (DRE), Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, é que este cenário acompanha a redução dos índices de homicídio, roubos e furtos no estado. “Com o enfrentamento especializado à violência, principalmente para evitar os crimes mais graves, como homicídios, consequentemente tem-se menos armas circulando entre os criminosos”.

O delegado pondera que os dados de apreensões tanto de armas são resultados das abordagens e operações policiais, que foram intensificadas nos últimos anos. “O que aumentou foi a ação policial, especialmente o uso da inteligência para combater a circulação de armas e o trabalho integrado entre as forças de segurança”, acrescenta. As operações integradas contam com a participação das Polícias Militar (PM-MT), Judiciária Civil (PJC-MT), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT).

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.