Imagem: Arlan Soares Catulé Filho recebe o cheque da premio
Vencedor da categoria Cenários Rurais – Foto Arlan Soares Catulé Filho

O mato-grossense Arlan Soares Catule Filho, 39 anos, vencedor do Prêmio Fotográfico Censo Agro 2017 na categoria Cenários Rurais esteve no Rio de Janeiro (RJ), para receber seu prêmio de R$ 5 mil. O concurso premiou três categorias, Cenários Rurais, Atividades Agropecuárias e Cenários Urbanos.

Para o mato-grossense, natural de Alto Araguaia, mas reside em Ribeirãozinho (MT) há 23 anos, “É um orgulho representar meu estado e principalmente minha cidade Ribeirãozinho, não é minha cidade natal, mas é a que eu adotei como minha e tenho muito orgulho de morar aqui, e agora vencer esse concurso e mostrar as belezas desta região”, relatou o vencedor.

Arlan é radialista na cidade de Ribeirãozinho e tem o hábito de fotografar de tudo, Arlan contou que divide o prêmio com sua família e toda a população de Ribeirãozinho (MT). Segundo ele, apesar de viver no município, nunca tinha passado antes pelo local fotografado, e ao ver aquela imagem com o reflexo na água teve certeza que venceria o concurso.

Leia também:  Homem é executado em estacionamento de hospital em Várzea Grande
Imagem: Foto premiada do Arlan Soares Catulé Filho
Fotografia premiada – Foto – Arlan Soares Catulé Filho

O concurso é de nível nacional e premiou as três melhores fotografias em três categorias diferentes. Os vencedores foram Arlan Filho, do Mato Grosso na categoria Cenários Rurais, Fernanda Campos, de Pernambuco na categoria Atividades Agropecuárias e Josivaldo Ribeiro, do Pará, em Cenários Urbanos.

Foram inscritas 11.525 fotos, 2.086 recenseadores participaram do concurso, as fotos obtiveram 18.902. Além da premiação, foi lançado o livro Nas lentes do recenseador, que traz 76 fotografias selecionadas na etapa estadual do concurso.

O Prêmio Fotográfico Censo Agro 2017 foi lançado pelo IBGE em dezembro do ano passado, como forma de reconhecer os recenseadores e valorizar os “olhares” desses profissionais sobre os locais que percorreram durante a coleta de dados.

Leia também:  Moradores do Sagrada Família reclamam da falta de água

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.