O Diário Oficial de Contas publicou nesta quinta-feira (27), a cidadania do presidente Michel Temer (MDB) como cuiabano. O decreto legislativo causou polêmica desde a sua proposta, realizada pelo presidente da Câmara de Vereadores de Cuiabá, Misael Galvão (PSB).

Isso tudo foi promovido para a visita do presidente da República a Cuiabá nesta sexta-feira (28), para descerramento da placa de inauguração do novo Hospital Municipal de Cuiabá (e Pronto-Socorro também), para entregar o título à principal figura do partido do prefeito. Só que Michel Temer não confirmou presença.

Emanuel Pinheiro (MDB) rasgou elogios ao presidente e a Blairo Maggi e Wellington Fagundes (PR), congressistas de Mato Grosso que viabilizaram a liberação de R$ 100 milhões para as obras do novo Pronto Socorro, menina dos olhos da atual administração e da celebração dos 300 anos da capital do Estado.

Leia também:  Prefeito de MT renuncia cargo

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.