Mato as margens da Avenida dos Apostolo na entrada do bairro Sumaré - Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO
Mato as margens da Avenida dos Apostolo na entrada do bairro Sumaré – Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO

Desde quando foi abandonado, na época do governo Dante de Oliveira, o local em que funcionava o antigo Centro Social Urbano (CSU) tem sido um problema para os moradores da Vila Operária. O terreno, que poderia ser bem utilizado, vive cheio de mato e é usado por traficantes e usuários de droga.

Matagal no antigo Centro Social Urbano - Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO
Matagal no antigo Centro Social Urbano – Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO

Um morador da região, que não quis se identificar, afirmou que é normal, durante a noite e pela madrugada, ver pessoas entrando e saindo do meio do matagal e isso assusta quem mora perto, além de ser um ótimo esconderijo para bandidos.

Há vários anos, vários projetos já foram anunciados para o local, mas nada saiu do papel.

Leia também:  Tropeiro de ervilha
Matagal as margens da rua Orival F. da Silva - Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO
Matagal as margens da rua Orival F. da Silva – Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO

Este ano, o Estado cedeu o espaço para o município que anunciou a construção de uma área de lazer orçada em mais de R$13 milhões. A cessão dessa área foi feita por um período de 15 anos podendo ser prorrogável por mais 15, mas hoje continua abandonada.

Até o fechamento da matéria a prefeitura não enviou uma resposta sobre a limpeza do local.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.