Imagem: 748A8269(1)
Foto: PJC

A integração entre órgãos de diferentes esferas e atribuições no enfrentamento ao crime organizado é prova, que somente com o esforço conjunto das forças especializadas é possível desarticular organizações criminosas e punir seus integrantes.

Os números do ano de 2018 da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, mostram exatamente isso. As ações, operações, prisões e apreensões superaram os últimos dois anos. Muito desse resultado obtido é oriundo de investigações próprias da Gerência e também fruto da integração com outras instituições de segurança pública, unidades da capital e interior, seja na troca de informações ou incursões em campo.

Neste ano (2018) foram 305 criminosos presos em 17 operações (198 presos) e 22 ações pontuais (107 presos). Em 2017 foram 89 presos, e no ano de 2016 as atividades da unidade resultaram em 57 criminosos presos em operações policiais.

Também, em 2018, foram cumpridos 128 mandados de buscas e apreensões diversas que ajudaram a materializar as investigações da unidade policial, com apreensões de dezenas de documentos, armas de fogo, munições, explosivos, dinheiro, veículos (motos e carros), defensivos agrícolas, ferramentas de arrombamentos de bancos, entre outros.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.