A Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) prendeu nesta quinta-feira (20) o padrasto de uma adolescente de 14  anos, por estupro e por engravidar a vítima que está no sétimo mês de gestação.

O suspeito (E.C.S, 43 anos) foi preso no bairro Alvorada, em Cuiabá, no local de trabalho, após ter a prisão preventiva decretada pela Justiça. Ele é soropositivo e acabou contaminando a vítima, que era abusada desde os 12 anos de idade.

A comunicação do fato foi feita no dia 14 de dezembro, após a mãe desconfiar da gravidez da filha. Mas ela achava que era de um namorado da menina que teria no bairro.

Leia também:  Em Rondonópolis, mais de duas toneladas de drogas foram apreendidas em 2018

A mãe levou a adolescente para exames na Policlínica, onde a enfermeira observou  uma alteração nos resultados. Um dos exames constatou que a menina era portadora do vírus HIV. A mãe chamou a menina para conversar e ela acabou confessando que mantinha relação com o padrasto desde os 12 anos e que o filho que esperava era dele.

Nem a mãe e a adolescente sabiam que o suspeito era soropositivo, o qual acabou confessando que era portador do vírus e que tinha encerrado o tratamento. Há mais de 1 ano ele vinha mantendo relação sexual com a filha da companheira.

A garota contou que a primeira vez que ocorreu o estupro foi em maio de 2017, momento que estava sozinha em casa com as irmãs. A garota revelou que desde que os abusos iniciaram o suspeito nunca usou preservativo.

Leia também:  Menor apanha durante roubo a residência em Rondonópolis

A vítima de 14 anos tem duas  irmãs de 11 e 12 anos que serão submetidas a exame de corpo delito.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.