O governo federal reconheceu que Primavera do Leste foi relevantemente afetada pelas chuvas que caíram sobre o município no final de outubro de 2018. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União, na última semana, após a solicitação da Prefeitura, por meio de decreto de estado de emergência.

As chuvas assolaram alguns pontos da cidade. A Prefeitura identificou obras públicas destruídas, o impedimento do tráfego em ruas urbanas, bueiros e aterros danificados e o comprometimento no funcionamento de escolas, empresas e indústrias, o que de certa forma trouxe prejuízos ao comércio local.

A Defesa Civil do Estado de Mato Grosso foi acionada pela Defesa Civil Municipal e os próprios agentes estaduais concordam que a situação estava em estado crítico.

Leia também:  Dupla acaba presa por resistência, desobediência, tráfico e corrupção de menor na Vila Militar

De acordo com o Coordenador da Defesa Civil de Primavera do Leste, Amarildo de Jesus Martins, o reconhecimento em nível federal é o requisito essencial para que o município consiga recursos da União para realizar obras de drenagem nos pontos mais críticos da cidade.

Amarildo ainda destaca que o próximo passo é elaborar um projeto de drenagem apropriado, que junto ao decreto será apresentado em Brasília para a garantia dos recursos.

O valor ainda está sendo levantado junto ao projeto, pela Secretaria de Infraestrutura. Os pontos mais críticos a serem contemplados com a drenagem são a região da Construmota e do viaduto da Avenida São João.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.