Imagem: HIV Aids Foto AgenciaAids
Foto – Reprodução/Agência Aids

Ocupando o 16º lugar no ranking dos 100 municípios brasileiros com mais de 100.000 habitantes, Rondonópolis (MT) é uma das cidades prioritárias a detectar o soro positivo com maior rapidez no Brasil. O Município possui um total de 1.502 casos de Aids, destes 851 são do sexo masculino e 542 do sexo feminino, deste total, 21 são crianças e 215 jovens de quinze a vinte quatro anos.

Segundo a Coordenadora do Departamento de Ações Programáticas de Rondonópolis Mariuva Valentin Chaves da Silva “O município hoje consegue detectar o soro positivo mesmo antes de o paciente sentir os sintomas da doença, nós trabalhamos com ações programáticas em todas as esferas da sociedade ministrando palestras e oferecendo o teste rápido de detecção de doenças infecciosas como o HIV/Aids e Sífilis” relata a coordenadora.

Leia também:  Superman 80 anos – O poder das histórias em quadrinhos sobre o mundo real
Mariúva Valentim Chaves da Silva - Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Mariuva Valentin Chaves da Silva – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Rondonópolis possui o Serviço de Atendimento Especializado (SAE) que no primeiro diagnóstico o paciente é enviado podendo realizar todos os exames, além de possuir uma equipe inteira de profissionais disponíveis para acolher o paciente e tratar a doença.

Não existe a cura da Aids, mas com a detecção precoce do vírus é possível que a pessoa infectada tenha uma qualidade de vida normal.

1º de dezembro é considerado o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, no Brasil atualmente quase um milhão (926.742) pessoas vivem com o vírus HIV, e outras 231.000 desconhecem que tem o vírus. Rondonópolis distribui de forma gratuita em todas as unidades de saúde do município meios de prevenção ao vírus, como preservativo masculino e feminino.

Leia também:  Polícia Civil de Primavera do Leste e PRF apreendem 501 quilos de maconha em Mato Grosso do Sul

A Secretaria Municipal de Saúde por meio do Departamento de Ações Programáticas, informa que todas unidades oferecem o teste rápido de diagnóstico do HIV/Aids e Sífilis , e que dezembro é o mês que faz uso ao laço vermelho para lembrar os 30 anos de combate ao vírus da Aids no Brasil.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.